Saiba identificar os sinais que indicam que sua visão precisa de cuidados

Ainda hoje, há quem acredite que ir ao oftalmologista é uma tarefa apenas para idosos ou pessoas que usam óculos de grau. No entanto, mesmo que a visão esteja aparentemente bem ou não haja nenhum desconforto, é fundamental visitar o especialista regularmente para verificar como está a saúde visual e assim descobrir com antecedência a presença de alguma enfermidade, evitando que ela se agrave.

“As consultas com um médico oftalmologista devem começar cedo, nos primeiros meses de vida da criança. E devem ser regulares. Mesmo que a pessoa não perceba nenhum problema visual, deve procurar atendimento oftalmológico de rotina, pelo menos uma vez ao ano. Algumas doenças oftalmológicas podem ser silenciosas e só manifestar sintomas quando estão muito avançadas. Devemos lembrar que a prevenção é sempre o melhor remédio, inclusive para as alterações oculares”, destaca a oftalmologista Dra. Debora Sivuchin.

Os erros refrativos mais comuns são a miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia e elas fazem parte da vida de aproximadamente 14 milhões de brasileiros, de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). E doenças como catarata, glaucoma, retinopatia e degeneração macular estão entre as principais causas de cegueira e baixa visão no mundo, especialmente entre idosos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) (Light For the World, 2021). É por essa razão que a ida regular ao médico oftalmologista é essencial para manter uma boa saúde da visão e tratar possíveis doenças já no início.

Dra. Debora ainda acrescenta: “Algumas doenças, como o glaucoma ou certas retinopatias, por exemplo, quando diagnosticadas e controladas precocemente, podem parar a sua progressão, evitando assim, a cegueira que essas doenças poderiam causar”.

E foi justamente pensando nos consumidores mais distraídos e que acabam esquecendo de agendar sua visita com o oftalmologista, que a doutora Dra Débora Espada Sivuchin, oftalmologista da Johnson & Johnson Vision reuniu uma série de sinais que podem indicar que sua visão precisa de cuidados.

Confira abaixo:

  • Embaçamento visual ou dificuldade para enxergar objetos a qualquer distância;
  • Ressecamento dos olhos (olhos constantemente irritados, que ardem ou doem ao piscar);
  • Dor ocular (seja ela em qualquer intensidade);
  • Vermelhidão nos olhos (este pode ser um dos primeiros sintomas de inflamações e/ou infecções oculares);
  • Dor de cabeça constante sem estar relacionada a outros problemas de saúde (principalmente se acontecer sempre em algum momento específico do dia ou em alguma atividade específica);
  • Cansaço ao ler ou focar a visão em alguma atividade;
  • Lacrimejamento excessivo ou saída de qualquer secreção ocular.

Prevenção

Para prevenir que doenças oculares surjam, existem uma série de cuidados diários que devem ser tomados. Evite coçar os olhos, pois isso pode causar irritações ou lesões oculares, durma no mínimo 8 horas por dia para evitar cansaço visual e tome cuidado com exposição excessiva às telas e com o sol.

Lentes de contato: aliadas no cuidado com a visão   

As lentes de contato são apresentadas aqui como uma excelente possibilidade é opção versátil e completa para ser adaptada para corrigir o problema de cada pessoa – ou seja, atendem as necessidades para diversos “graus”. Elas são consideradas excelentes pois, além de ajudarem na correção do problema ocular, elas proporcionam comodidade e liberdade de movimento.  Outro ponto importante em relação às lentes é que já existem modelos que trazem além de conforto imbatível, controle da luz, proteção UV que bloqueia 100% da radiação UVB e mais de 99% da radiação UVA, filtro de luz azul que bloqueia até 55% da luz azul em ambientes externos e 15% em ambientes internos, redução do impacto da claridade intensa, melhora visão noturna e contraste das cores, como a ACUVUE® OASYS com Transitions.