Como opção mais econômica, Curitiba recebe nova marca de bicicletas elétricas

As bicicletas elétricas estão cada vez mais presentes no dia a dia. Nos últimos 5 anos a pesquisa por bicicletas elétricas no Google aumentou 400%, e esse número só tende a crescer. Seguindo a tendência, neste ano, os curitibanos têm mais uma opção de marca: a Komet Bike aposta em um visual discreto para mostrar que a bike elétrica veio para ficar.

Segundo a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike), mesmo em um período de pandemia e dificuldade financeira, a produção e importação de bicicletas elétricas cresceu 23% neste ano, e têm seguido uma média de crescimento anual de 30%. Entre os fatores para a popularização das bicicletas elétricas, estão o aumento do preço do combustível e a busca por uma estilo de vida mais saudável e ecologicamente sustentável.

Para o CEO da Komet Bike, Edson Tubaldini, as e-bikes são o futuro da mobilidade. “As pessoas estão cada vez mais deixando os seus carros e procurando outras alternativas. As bicicletas elétricas evitam o estresse do trânsito nas grandes cidades e permitem que todos possam percorrer maiores distâncias, sem se preocupar com as subidas.” De acordo com a pesquisa do “Global Traffic Scorecard” de março de 2019, Curitiba é a quarta cidade mais congestionada do Brasil. Por ano, os curitibanos passam cerca de 104 horas parados.

Outro fator para as pessoas estarem optando pelo veículo é a economia. Uma carga da bike elétrica custa cerca de R$ 0,70, em comparação com os atuais R$7,50 da gasolina. Ou seja, para os que escolhem deixar o carro na garagem, em apenas 20 tanques a bicicleta elétrica se paga, isso sem contar os impostos.

A Komet possui uma autonomia de até 50 km, e 5 potências para que o ciclista possa ajustar a velocidade enquanto pedala. A bicicleta funciona com o sistema de pedal assistido, ou seja, o motor fornecerá a assistência apenas quando estiver pedalando, e é desligado automaticamente em descidas íngremes ou quando atingir a velocidade máxima de 25 km/h.