Síndrome de segunda-feira: saiba como superar

Muitos profissionais sofrem com a tal da “Síndrome da segunda-feira”, cujo sintomas são bastante conhecidos: domingo à noite, só em pensar que precisam retornar ao trabalho pela manhã, já começam a sentir dores de barriga, de cabeça, taquicardia.

É muito comum as pessoas enxergarem a segunda-feira com um desânimo por ser o dia de volta à rotina e o fim dos momentos de relaxamento. Porém, ela deve ser vivida da melhor maneira possível para que não se torne estressante e afete o rendimento da semana, seja pessoalmente ou profissionalmente. 

Segundo uma pesquisa sobre motivação individual de grupo da Universidade de Harvard, um funcionário de uma empresa pode passar toda sua carreira com um rendimento de 25% de sua capacidade e ainda continuar em seu emprego, mas o mesmo funcionário, motivado de forma correta, cresce em desempenho e atinge cerca de 80% de sua capacidade. Especialistas apontam que este problema é cada vez mais comum e atinge muitos profissionais em cargos importantes, que se torturam pelo menos uma vez na semana ao lembrarem de que, no dia seguinte, terão de ir trabalhar.

No fim, seja o problema dos outros ou o trabalho, a pessoa deve se concentrar em si mesma. Cabe a ela mudar o que não está bom, respeitando o próprio ritmo e aprendendo com os sinais para identificar o que está errado e fazer algo para tomar a iniciativa de mudar e se organizar.

Veja mais detalhes sobre esta matéria no Destaque Ponta Grossa desta segunda-feira (03):