Tensão durante jogos da Copa do Mundo pode desencadear problemas no coração

A Copa do Mundo 2022 está prestes a começar e muitas pessoas já iniciaram os preparativos para assistir aos jogos. Contudo, toda essa emoção que envolve as partidas da seleção brasileira esconde um perigo: o aumento do risco de eventos cardiovasculares, especialmente em homens com doenças pré-existentes como diabetes e hipertensão.

Essa descoberta não é recente. Na verdade, foi um achado de um estudo feito em 2008 e publicado no New England Journal of Medicine. A conclusão foi que assistir a uma partida de futebol estressante, como uma semifinal ou final, dobra o risco de um evento cardiovascular agudo.

Desde esse estudo, outros foram realizados ao longo dos anos, inclusive no Brasil, em 2013. O artigo foi publicado nos Arquivos Brasileiros de Cardiologia e apontou que a incidência de infarto agudo do miocárdio foi maior nos dias em que a seleção brasileira participou dos jogos da Copa do Mundo.  

Estresse demais

Segundo a cardiologista Dra. Daniele Salas, durante uma partida mais tensa, o corpo libera adrenalina e outros hormônios na corrente sanguínea. “Essas substâncias podem ser perigosas para as pessoas já possuem acúmulos de placas que estreitam as artérias, condição chamada de aterosclerose, principal causa de infarto agudo do miocárdio”.

“Durante um momento de muita emoção, essas placas podem se romper. A partir disso, o organismo cria coágulos de sangue para remendar as artérias danificadas. Contudo, os coágulos podem impedir que a circulação do sangue rico em oxigênio chegue ao coração, causando assim um infarto agudo do miocárdio”, explica a cardiologista.   

Há fatores bem estabelecidos (gatilhos) que podem desencadear os eventos cardiovasculares. Além de situações de muita emoção, tempo frio e úmido, exposição aguda a poluentes e outros fatores comportamentais também aumentam o risco de um ataque cardíaco.

“É muito importante esclarecer que o risco de um infarto desencadeado por forte emoção é maior nas pessoas com doenças cardiovasculares, como aterosclerose, diabetes, hipertensão e doenças cardíacas pré-existentes”, reforça Dra. Daniele.

Seu coração acima de tudo

A principal recomendação é fazer um check up cardiológico antes do início da Copa do Mundo, especialmente se já houver doenças cardiovasculares instaladas, como diabetes e hipertensão.

“Apesar da paixão dos brasileiros pelo futebol, é preciso se preparar para curtir com calma e responsabilidade dos jogos da seleção”, diz a cardiologista.

Dicas para proteger o coração de eventos cardiovasculares

  • Se você tem diagnóstico de hipertensão, diabetes ou doenças cardiovasculares, assegure-se de tomar seus medicamentos corretamente e evite ficar muito estressado durante as partidas
  • Lembre-se que o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro alteram o sistema cardiovascular e aumentam o risco de problemas no coração
  • Caso você seja um torcedor fanático e muito estressado, procure seu médico e converse sobre medicamentos para controlar a ansiedade nos dias dos jogos

Lembre-se: O futebol é importante, mas a saúde do seu coração deve estar em primeiro lugar!