+ Cultura

Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Nenê de Vila Matilde apresenta primeiros detalhes do desfile que levará Curitiba para sambódromo do Anhembi, em 2017

- Nenê de Vila Matilde apresenta detalhes do desfile sobre Curitiba

O carnavalesco da escola de samba Nenê de Vila Matilde, do Grupo Especial de São Paulo, Alex Fão, apresentou na última segunda, em Curitiba (PR), as primeiras imagens das fantasias e alegorias que irão compor o desfile da Escola em 2017, cujo tema é a capital paranaense.

Durante o encontro promovido pelo Curitiba Convention & Visitors Bureau (CCVB), e que reuniu Marcos Cordiolli (Presidente da Fundação Cultural de Curitiba), Sergio Domingues (presidente do Instituto Municipal de Turismo), Adonai Aires de Arruda Filho (presidente do CCVB), Rinaldo Mantega (presidente da Escola de Samba Nenê de Vila Matilde) e empresários locais, foram apresentados os detalhes artísticos do desfile que levará a imagem da cidade de Curitiba para o mundo.

Com o enredo “Coré Etuba- A Ópera de todos os povos, terra de todas as gentes, Curitiba de todos os sonhos!” a Nenê de Vila Matilde promete fazer um resgate histórico da formação da cidade e retratar toda a sua diversidade étnica, cultural e artística. “Quando comecei a pesquisar Curitiba me surpreendi com o que encontrei. A cidade é tão rica que poderíamos fazer não apenas um, mas vários desfiles diferentes” afirmou Alex Fão.

Segundo o carnavalesco, o público assistirá um belo encontro entre a águia, símbolo da Escola, e a gralha azul, descobrirá as origens africanas e indígenas de Curitiba, a construção de sua identidade, religiosidade e das características que a fazem modelo para o Brasil. “O meu maior desafio foi sintetizar tudo o que descobri. Foi muito difícil fazer algumas escolhas porque isso implicou em cortar temas maravilhosos que mereciam ser mostrados, mas tenho certeza que os curitibanos vão se emocionar com o que verão na avenida ” completa.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação) 

Com transmissão ao vivo pela televisão para mais de 180 países e audiência superior a do carnaval do Rio de Janeiro, o desfile do Grupo Especial de São Paulo deve representar uma grande projeção de Curitiba. "Esta é um oportunidade única de promovermos a cidade e estimamos um expressivo impacto no aumento do fluxo turístico local. Estamos incentivando o envolvimento do setor e dos curitibanos neste projeto porque os benefícios serão de toda a população" declarou Adonai Aires de Arruda Filho presidente do Curitiba, Região e Litoral Convention & Visitors Bureau (CCVB).

Na ocasião foi anunciada, ainda, a iniciativa local para arrecadar fundos de apoio ao desfile da Escola paulistana. Capitaneado pela Serra Verde Express e Fundação Cultural de Curitiba (FCC), acontece no dia 24 de novembro, na Rua da Música da Pedreira Paulo Leminski e Ópera de Arame, o “Curitiba Samba na Ópera”, primeiro evento oficial pré-carnaval da cidade.

A festa contará com shows das principais Escolas de Samba de Curitiba (Mocidade Azul, Acadêmicos da Realeza, Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade, Os Internautas e Império Real de Colombo) e 100 integrantes da Nenê de Vila Matilde para uma grande homenagem ao samba e uma mostra do que será desfilado no Sambódromo do Anhembi, em 2017.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação) 

O evento acontece em duas etapas. Das 19h30 às 21h30 na Ópera de Arame, com show exclusivo, e das 21h30 às 23h, na Rua da Música da Pedreira Paulo Leminski, com ambientação especial e atmosfera de ensaio de geral de Escolas de Samba. O local contará com food trucks, acessibilidade e segurança. A entrada se dará, exclusivamente, por meio de convites e a renda será revertida para o desfile de carnaval da Nenê de Vila Matilde.

Fantasia Ala dos Tropeiros (Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação) 

Na reunião promovida pelo CCVB, Rinaldo Mantega, presidente da Nenê, pediu apoio aos empresários locais e afirmou não contar com nenhum tipo de recurso financeiro do poder público municipal de Curitiba. O presidente destacou, ainda, a oportunidade de chamar atenção da cidade para o desenvolvimento do seu próprio carnaval. “As Escolas de samba daqui tem muitos talentos e podem realizar um trabalho fantástico de socialização e desenvolvimento de suas comunidades, além de serem potências para de geração de renda em Curitiba”.

Escute um trecho do samba