Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Volta ao mundo em Private Jet especialmente para brasileiros

(Foto: Divulgação) - Volta ao mundo em Private Jet especialmente para brasileiros
(Foto: Divulgação)

A Latitudes, fundada em 2003 e pioneira em introduzir o conceito de viagens de conhecimento no Brasil, é responsável por mais uma inovação no mercado de viagens nacional: roteiros em avião privativo desenhados especialmente para o público brasileiro. E a próxima jornada de volta ao mundo já tem temática definida. O roteiro Grandes Impérios da Humanidade, levará 50 privilegiados participantes para percorrer séculos da história mundial, descobrindo, com a ajuda de especialistas, com exclusividade e conforto total, a herança deixada por algumas das civilizações mais antigas da terra. “A primeira viagem foi um sucesso absoluto: na escolha do roteiro e dos especialistas, na organização e na logística. Foram quatro anos preparando um produto totalmente adaptado aos hábitos e costumes do brasileiro, que tem características muito diferentes de americanos e europeus. Por isso fomos muito bem sucedidos. E avaliando a experiência anterior, aprimoramos ainda mais. Se a primeira viagem foi ótima, a segunda será maravilhosa”, diz Alexandre Cymbalista, diretor da Latitudes.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

A jornada de 26 dias do Private Jet começa em março de 2018 em São Paulo, seguindo para o México, Havaí, Japão, China, Índia, Irã, Sicília e Marrocos, antes de retornar ao Brasil. Em cada um dos locais, todos são divididos em pequenos grupos durante os passeios para que prevaleça uma maneira mais intimista de viajar. Assim, as descobertas são experimentadas por um grupo seleto reunido em torno de um tema comum, compartilhando interesses similares, e unido pelo objetivo de ampliar horizontes pessoais e intelectuais. “Quem escolhe uma viagem como essa tem muitas coisas em comum, e está em uma fase da vida em que o foco é desfrutar de seu tempo, e não ter mais coisas. Quer viajar para lugares diferentes, conhecer novas culturas, aprender mais”, afirma Cymbalista.

Para isso, a presença dos especialistas faz toda a diferença. Os participantes do roteiro Grandes Impérios da Humanidade terão a orientação do escritor e mestre em História Plínio Gomes e do jornalista Lourival Sant’Anna, responsável por coberturas memoráveis para O Estado de S. Paulo em vários pontos do planeta. Além disso, outras experts em História, Arte e Cultura farão atuações pontuais em alguns destinos, dividindo seu conhecimento sobre os temas e contextualizarão os viajantes sobre as culturas e heranças históricas de cada local visitado, enriquecendo ainda mais a experiência. “Girar ao redor do planeta é descobrir ao outro e suas diferenças, trazendo um contraponto de conhecimento sobre nós e nossas certezas. É mais do que uma viagem: é uma experiência de vida”, afirma o historiador Leandro Karnal, especialista a bordo da primeira volta ao mundo para brasileiros promovida pela Latitudes em 2016.

Integrante da viagem anterior, Pedro Stern destaca a presença dos especialistas e todo o apoio e organização da expedição. “Da forma como foi feito, com palestras, suporte, com conhecimento de gente que já fez muito isso, com guias locais de qualidade, isso motiva a gente a repetir a experiência e ir para outros lugares”, diz.

A comodidade de um avião privativo

Voar de forma contínua, sem aguardar conexões demoradas ou longas filas no processo de imigração e check-in: estas são apenas algumas das vantagens de uma jornada em um Private Jet. Quem escolhe um roteiro como o criado pela Latitudes pode manter o foco somente nas vivências da viagem, pois conta com uma equipe dedicada ao cuidado e transporte da bagagem até os quartos dos hotéis, e com uma tripulação internacionalmente certificada e permanente durante o trajeto, que inclui integrantes brasileiros para uma viagem de brasileiros. Tendo um avião exclusivo, o grupo tem acesso a locais remotos e aeroportos menores, escolhidos especificamente para atender o roteiro, serviço de bordo personalizado, médico na equipe, chef que prepara as refeições de bordo – inclusive com atenção a casos de restrições alimentares - além de amenidades e surpresas preparadas pelo time da expedição. Todas as despesas, incluindo hotéis, transfers e tours estão incluídos no valor cobrado pelo roteiro completo.

A volta ao mundo com a Latitudes não é realizada em um avião simplesmente fretado só para o grupo, e sim em um 757-200exclusivo, configurado internamente para a expedição. Com projeto interno assinado pela renomada empresa italiana de design aeroespacial Iacobucci HF, o avião foi redesenhado com apenas 50 modernos assentos de classe executiva reclináveis até 180 graus e com controle eletrônico de inclinação. Cada passageiro recebe ainda como presente um iPad a bordo, já preparado com o conteúdo relativo ao roteiro, além de um fone antirruído para uso durante os voos.

O roteiro

Os participantes reúnem-se em São Paulo para o início da viagem, marcado por um pernoite e a confraternização de boas-vindas no Palácio Tangará, impressionante propriedade da Oetker Collection que será inaugurada dentro de alguns meses. O destino seguinte é Mérida, no México, com seu rico patrimônio histórico colonial, capital cultural e maior cidade do estado de Yucatán. Depois, a beleza impressionante da Big Island, no Havaí, será o local para conhecer algumas das principais rotas de imigração humana e parte da história dos Estados Unidos. 

Em Kyoto, capital imperial do Japão e local onde estão alguns dos mais belos e marcantes templos japoneses, os viajantes irão conhecer a trajetória da civilização japonesa, bem como a origem de alguns de seus costumes e códigos morais. A 2.400 metros de altitude, a parada seguinte é Lijiang, na China. Em um cenário pitoresco, com mais de 800 anos de história e reunindo diferentes minorias éticas, esse trecho menos conhecido da Rota da Seda servirá de pano de fundo para um mergulho nos 4 mil anos do império chinês.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Roupas, artesanato, tecidos e especiarias podem ser encontrados em Jodhpur, a cidade do deserto, dos fortes e dos sáris. Os participantes poderão conhecer de perto alguns dos principais centros do florescimento da civilização hindu e sua profunda relação com a religiosidade. O império persa é o tema da etapa seguinte da viagem, e o grupo segue para Shiraz, no Irã. O impressionante sítio arqueológico de Persépolis e a beleza dos monumentos arquitetônicos serão algumas das atrações nessa parada da expedição.

A Sicília, Itália, é parte da história da civilização grega antiga. Na glamurosa Taormina, com vista para o vulcão Etna, além de aproveitar a culinária e a cultura italianas, o grupo vai se aprofundar nas bases da filosofia, das artes, da matemática e da política, heranças da Grécia Antiga. Seguindo para Marrakesh, no Marrocos, o Império Otomano entra em pauta. A “cidade vermelha” é um convite para uma viagem no tempo, explorando suas vielas, mercados, gastronomia, especiarias e artesanato. Dali, o avião retorna para São Paulo.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Durante toda a viagem, o grupo hospeda-se em hotéis e resorts tão especiais quanto o roteiro, como o recém-inaugurado Four Seasons Hotel Kyoto, construído em torno de um jardim de 800 anos, e o Taj Umaid Bhawan, residência do marajá de Jodhpur.

Sobre latitudes viagens de conhecimento

Desde 2003, ano de sua fundação, o trabalho da Latitudes está fundamentado em criar e produzir viagens inovadoras e roteiros diferenciadas para o mercado de turismo brasileiro, disseminando o conceito de viagens de conhecimento. O principal objetivo é ajudar clientes e parceiros a transformar viagens em períodos de aprendizado e enriquecimento interior. Para a Latitudes, viajar é uma experiência que vai muito além de estar nos lugares. É uma oportunidade única de entrar em contato com diferentes e ricas culturas, de enfrentar novos desafios e conhecer diferentes maneiras de ver e compreender o mundo em que vivemos. A viagem de conhecimento é mais intensa e aprofundada a respeito dos destinos visitados e das culturas locais. Por isso, a presença de um especialista faz toda a diferença.