Curta-metragem paranaense é premiado em festival de cinema na França

O curta documental Deus me Livre foi premiado no 34º CinéLatino, festival de cinema latino-americano promovido anualmente em Toulouse, na França. O filme recebeu o prêmio Signis de curta-metragem do festival, realizado no início de abril.

Dirigido por Carlos Henrique de Oliveira, jornalista e documentarista paranaense que vive em Curitiba, e pelo espanhol Luis Ansorena Hervés, o curta foi feito majoritariamente por uma equipe curitibana e finalizado por meio de edital da Fundação Cultural de Curitiba, com recursos da Lei Aldir Blanc.

O filme acompanha dois sepultadores do cemitério de Vila Formosa, em São Paulo, durante um dos picos da pandemia do coronavírus, em junho de 2020. Adenilson e Zeca, tendo que enterrar centenas de vítimas do coronavírus por dia, se apegam às suas respectivas crenças religiosas: Adenilson na Igreja Adventista e Zeca na Umbanda. Assim, com visões bastante divergentes, os sepultadores refletem sobre os significados da morte, enquanto, apesar de tudo, não parecem perder o humor. 

O prêmio recebido, o Prix Signis du Court-Métrage, é oferecido pela associação católica de comunicação Signis, que desde 1947 premia filmes que promovam o respeito, a espiritualidade e a dignidade humana em alguns dos principais festivais de cinema do mundo, como o Festival de Veneza e o Festival de Berlim.

Na cerimônia de premiação, o júri do festival ressaltou que os curtas-metragens têm a dificuldade de terem de transmitir uma mensagem profunda e impactante em um espaço de tempo reduzido. Além disso, apontaram que todos os curtas em competição falavam de assuntos bastante diferentes, mas que a mensagem que consideravam mais importante era aquela relacionada com a pandemia: a de Deus me Livre.

Além da França

Neste mês, o curta irá participar de outro festival internacional: o 38º Chicago Latino Film Festival, nos Estados Unidos. O filme paranaense estreia no festival, na modalidade online, na sexta-feira (22) às 22 horas.

Em fevereiro, Deus me Livre já tinha sido selecionado para um festival nos Estados Unidos, o Big Sky Documentary Film Festival, que é focado em documentários. O filme também passou por mostras nacionais, como o Curta Cinema – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e a Mostra de Cinema de Tiradentes.

Informações da Prefeitura de Curitiba