Transformações dominam novo filme de “Thor”

Voltas e reviravoltas estão reservadas para os fãs de “Thor: Amor e Trovão”, da Marvel Studios, cujo lançamento mundial ocorre nesta quarta-feira.

Jane Foster, de Natalie Portman, retorna transformada, empunhando o martelo mágico de Thor, Mjolnir, para desgosto do deus masculino interpretado por Chris Hemsworth.

Hemsworth elogiou Portman, que interpretou Foster pela última vez em “Thor: O Mundo Sombrio” de 2013.

“Deslumbrado, além de impressionado”, disse Hemsworth em entrevista. “Comecei essa jornada com Natalie há 10, 11 anos e agora vê-la como essa personagem é maravilhoso e ela fez um trabalho incrível.”

Portman teve que ganhar peso para o papel.

“A comida foi realmente surpreendente. Você tem que comer muito o tempo todo”, afirmou ela. “Há tanta proteína, tantos shakes. Eu amo tanto comida, você nunca imagina que comer é uma tarefa árdua.”

Christian Bale colocou próteses para se tornar o malvado Gorr, o Carniceiro dos Deuses.

“De repente eu não conseguia fazer nada, digitar nada e comer. Eu senti que não conseguia nem me mexer por causa disso”, disse Bale, acrescentando que as presas de seu personagem dificultavam a fala.

“Isso me fez acabar sendo esse personagem esquisito… andando pelo set sem falar, mas eu estava me divertindo imensamente fazendo isso.”

Tessa Thompson retorna como Valquíria, não mais bêbada e com um sotaque inglês impecável.

Ao lado de Jane e Thor, ela parte em uma missão de resgate depois que as crianças da cidade de Nova Asgard são sequestradas por Gorr.