Clarice Lispector recebe homenagens em Curitiba

O centenário de nascimento de Clarice Lispector (10 de dezembro de 2020) coincidiu com a pandemia do coronavírus. Por isso, muitos eventos comemorativos precisaram ser remarcados ou cancelados. No entanto, neste ano, professores, estudantes e fãs de literatura podem celebrar a vida e a obra dessa consagrada escritora, que é a brasileira mais traduzida no mundo.

Até dezembro de 2022, o projeto Viva Clarice! realiza diversas atividades culturais gratuitas em escolas municipais, colégios estaduais e bibliotecas de Curitiba. Desde março, já foram realizadas 250 rodas de leitura na rede pública de ensino da capital paranaense, com aproximadamente 7 mil participantes.

Professores e diretores interessados podem solicitar as ações nas escolas pelo e-mail [email protected] e ver mais informações no site do projeto. Em breve, outras atividades presenciais serão realizadas e abertas ao público em geral na Casa de Leitura Wilson Bueno, também com acesso gratuito.

“O projeto Viva Clarice! terá 400 ações literárias que envolvem contos, romances, crônicas e literatura infantil. Também vai abordar a produção da escritora na área de artes visuais e as adaptações de suas obras para o cinema”, explica o coordenador do projeto, Rodrigo Hayalla.

Clarice em números

Clarice Lispector é a escritora brasileira mais traduzida no mundo. Segundo levantamento da UNESCO de 2012, foram 113 traduções. Do mandarim ao croata, do norueguês ao russo, do turco ao hebraico, Clarice já foi publicada em 40 países: os mais recentes são Macedônia, Hungria, Sérvia e Eslováquia.

Foto: Divulgação

Entre os autores de língua portuguesa com mais títulos traduzidos, é a única mulher em um ranking só de homens como José Saramago (534), Jorge Amado (421) e Fernando Pessoa (374). Clarice ocupa a nona posição, à frente de Machado de Assis (97). Com 1.098 traduções, Paulo Coelho é o primeiro colocado.

“Clarice aborda a essência das questões humanas. Sua obra continua moderna e atual. Por isso, é considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX”, ressalta Hayalla.

Oficinas

O projeto Viva Clarice! também engloba cinco oficinas de mediação literária que serão ministradas pela mediadora de leitura e escritora Lilyan de Souza.

As ações vão acontecer nos dias 23 e 30 de maio no Colégio Estadual Paulo Leminski (bairro Tarumã), dias 24 e 25 de maio no Colégio Estadual Benedicto João Cordeiro (bairro Sítio Cercado) e no dia 27 de maio no Farol do Saber Gibran Khalil Gibran (bairro Centro Cívico). 

A intenção é formar novos mediadores, sobretudo professores da rede pública municipal e estadual que desejam conhecer as múltiplas possibilidades de trabalho com textos de Clarice Lispector em sala de aula, atividades extracurriculares, bibliotecas e outros espaços.

Semana de palestras

Entre os dias 12 a 15 de dezembro, acontece na Biblioteca Pública do Paraná, a Semana Clarice Lispector e Seu Centenário. O objetivo dessa atividade é contemplar o público que já tem uma relação com a obra da escritora, promover uma discussão mais teórica e crítica com especialistas do assunto reconhecidos no Brasil e no exterior.

A organização também vai comprar livros da Clarice Lispector, que serão utilizados durante o projeto. Ao final, as obras serão doadas para o acervo das Casas de Leitura da Fundação Cultural de Curitiba.

Serviço

Projeto Viva Clarice! em comemoração ao centenário de nascimento de Clarice Lispector

Até 15 de dezembro de 2022

Como participar: Professores e diretores interessados podem solicitar as ações em suas escolas pelo e-mail [email protected] e ver todas as informações no site  www.producoesdopinguim.com

Gratuito