“Do ritmo ao algoritmo”: Ópera de Arame recebe exposição que reconta a história da música

A partir do dia 05 de março, um dos mais icônicos teatros do Brasil, a Ópera de Arame, receberá a exposição “Do Ritmo ao Algoritmo”, que reconta a história da música no mundo através do olhar dos artistas e ilustradores curitibanos Clayton Jr., Caio Zero e Fernanda Bornacin. Promovido pela Lei de Incentivo à Cultura, apresentado pelo Ministério do Turismo, Ebanx e Empalux, e realizado pela Futura Fonte em parceria com a DC Set, a mostra terá 15 telas produzidas em tecidos com mais de 10 metros de altura, pendurados no alto do teatro.

“Nossa ideia é que o público possa ter mais uma experiência cultural dentro de um dos teatros mais importantes e que já recebeu grandes artistas da música. A exposição conta a história da música sob o ponto de vista de três grandes artistas que exploram desde a primeira flauta de marfim aos bits que hoje estão na nuvem”, conta Gabriella Leão, gerente de marketing da Ópera de Arame     .

Sob a curadoria de Milena Costa e pesquisa do jornalista Alessandro Andreola, cada um dos artistas participantes será responsável por cinco telas, que representarão, cada uma, momentos centrais da história da música. “A história da música de certa forma é também a história do mundo. Ela é uma manifestação cuja importância reside não apenas na cultura, mas também na linguagem e no desenvolvimento da humanidade”, diz a curadora Milena Costa. A exposição oferecerá ainda uma próxima fase de implantação no segundo semestre com uma programação pedagógica com oficinas sobre música para estudantes de escolas públicas.

O projeto é mais uma das atrações que fazem parte do projeto de revitalização cultural pela qual a Ópera de Arame vem passando. A primeira delas foi o Vale da Música, que oferece mais de 1 mil apresentações musicais por ano em um Palco Flutuante em meio ao lago da Ópera. Com isso, o público que visita o local conta com uma grande diversidade de atrativos culturais, tendo a possibilidade de curtir a programação durante o dia inteiro. É possível também realizar uma visitação 360° em todo o espaço, que fica aberto de terça a domingo.

“Esperamos que Do Ritmo ao Algoritmo transforme-se em uma viagem musical para aqueles que visitam esse icônico espaço da música em Curitiba: o palco da Ópera de Arame. Suba ao palco, veja de perto as imagens criadas pelos nossos artistas, aproxime-se do universo da música e sinta a emoção do encontro com a plateia” finaliza o pesquisador e jornalista Alessandro Andreola.

Serviço:

Exposição “Do Ritmo ao Algoritmo”

Data: a partir de 5 de março

Local: Teatro Ópera de Arame

Valor para entrada no Vale da Música: R$ 15,00 inteira e R$ 7,50 meia-entrada. O benefício é válido para pessoas que estejam dentro da lei da meia-entrada, crianças de até 12 anos e moradores de Curitiba e região metropolitana, que precisam levar um comprovante de residência para obter o desconto. 

Grupos de estudantes da rede pública de ensino têm gratuidade na entrada.
Endereço: Rua João Gava, 970 – Abranches.