Fernando Zor celebra fim das sessões de quimioterapia da mãe: “Ela foi mais forte que a gente”

Fernando Zor, de 37 anos, comemorou nesta quarta-feira (23) a última sessão de quimioterapia da mãe, Filomena Zor, que foi diagnosticada com câncer de mama e está em tratamento desde novembro do ano passado.

Com exclusividade ao Fofocalizando, a dupla de Sorocaba falou sobre a descoberta da doença e sobre a batalha da mãe contra o câncer. 

“Ela ficou dois anos durante a pandemia sem fazer o check-up por causa do risco da Covid-19, ela não queria ir ao hospital. E foi justamente nesses quase dois anos que ela ficou sem fazer a mamografia que ela descobriu [o câncer nas mamas]. Ela descobriu pelo toque tomando banho, ela descobriu que tinha algo errado, que tinha um cisto acima do seio, se não me engano, o seio esquerdo”, explicou ele. 

“Não é fácil para os filhos verem a mãe nessa situação. Mas, graças a Deus, tem grandes chances de cura. Com as sessões, já quase desapareceu o tumor, mas mesmo assim precisa fazer a cirurgia. Estamos bastante confiantes, vai dar tudo certo. Não é fácil, o psicológico vai lá em cima, a gente pensa um monte de coisa”, acrescentou Fernando. 

O sertanejo ainda falou sobre a emoção de tocar ao lado da mãe o sino do hospital no qual ela estava internada, no interior de São Paulo, antes de deixar o local. “Aquele momento é muito significativo, muito emocionante. Ela pareceu mais forte que a gente. Eu fiquei surpreso com a forma com a qual ela lidou com tudo isso, ela ficou toda animada e querendo orar”, apontou.

Informações Fofocalizando SBT