Festival de animação tem 203 filmes do mundo todo para assistir online e gratuitamente

No dia 1º de setembro inicia a segunda edição do ANIMATIBA – Festival
Internacional de Animação de Curitiba, que terá a versão 2021 feita em formato totalmente online.

Mais de 1.500 filmes, de mais de 100 países diferentes, foram inscritos e destes, 203 filmes foram selecionados para as mostras competitivas. Todas as obras poderão ser assistidas gratuitamente na plataforma de streaming PLAY ANIMATIBA, criada exclusivamente para o festival.

O evento também contará com lives interativas com profissionais do mundo da animação. Já estão confirmadas presenças de entidades como Associação Brasileira de Animação (Abranima), Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA), Associação de vídeo e cinema do Paraná (Avec) e Sindicato da Indústria Audiovisual do Paraná (Siapar).

A sessão de premiação ocorrerá no dia 10 de setembro. O encerramento do evento será no dia 15 de setembro, com o lançamento do catálogo do
festival, com a chamada para inscrições para o ANIMATIBA 3 e distribuição de prêmios aos participantes.

O ANIMATIBA 2021 conta com quatro categorias competitivas: Longas-metragens, com sete filmes na disputa; Mundo Curtas, com 139 filmes estrangeiros concorrendo; Brasil Curtas, com 30 filmes nacionais competindo; e Curtas Estudantis, com 27 filmes saídos de faculdades e escolas de animação.

Um diferencial do evento é premiar melhor roteiro, melhor direção, melhor design e técnica de animação, melhor trilha sonora e melhor filme.

O idealizador do festival, Paulo Munhoz, revela que transferir o festival do presencial para o online foi um grande desafio, mas que já trouxe muitos frutos inesperados.

“Devido à grande quantidade de filmes inscritos, já podemos dizer que o ANIMATIBA, um festival brasileiro e curitibano, atraiu o olhar do mundo todo. Isso deu ao festival uma riqueza espetacular, pois temos a visão de mais de 50 países diferentes sobre temas como a
pandemia, guerras, revoluções sociais, clima e as mais diversas relações humanas, com narrativas, estilos, técnicas e gêneros diferentes, que vão do humor ao drama, da aventura clássica a filmes experimentais”, afirma o realizador e cineasta.

A mostra de longas-metragens é a mais aguardada do festival e conta com filmes da Nigéria, Índia, Rússia, Hungria, Chile, Argentina e Venezuela.

Os filmes estarão disponíveis a partir do dia 1º de setembro, pelo site do evento.