Marília Mendonça: polícia abre inquérito e ouvirá testemunhas

O inquérito para investigar causas do acidente que vitimou fatalmente a cantora Marília Mendonça foi aberto na manhã deste sábado (6). Segundo o delegado da Polícia Civil, Ivan Lopes Sales, a investigação ouvirá testemunhas, além de reunir laudos técnicos da perícia.

O delegado afirma que o que já se sabe é que o aeroporto de Caratinga, interior de Minas Gerais, onde o bimotor deveria ter pousado, não tem sinalização. “O que a gente pode afirmar é que o aeroporto não é balizado, por isso não opera em horário noturno e em condições climáticas não favoráveis”. 

A polícia trabalhou para agilizar a liberação dos corpos que, segundo o delegado, começou com os três passageiros: Marília Mendonça; Abicieli Silveira Dias Filho, tio e assessor da cantora, ambos para Goiânia. O corpo de Henrique Ribeiro, produtor geral da artista, foi deslocado para Salvador.

Os corpos do piloto, Geraldo Martins de Medeiros Júnior, e de Tarciso Pessoa Viana, co-piloto, foram encaminhados para Brasília.

Informações do SBT News.