Seleção feminina arrasa Porto Rico e ganha embalo no Mundial de Vôlei

Roterdã, 06 (AE) – Após derrubar a favorita Itália na rodada passada, a seleção brasileira feminina de vôlei manteve o embalo e atropelou a modesta equipe de Porto Rico nesta quinta-feira, no Mundial. Jogando novamente em Roterdã, na Holanda, a equipe nacional aplicou 3 sets a 0, com parciais de 25/11, 25/13 e 25/15.

Foi a segunda vitória do Brasil nesta segunda fase da competição Na terça, as comandadas do técnico José Roberto Guimarães superaram a Itália por 3 a 2, na melhor performance da equipe neste Mundial até agora. Com o resultado, a seleção alcançou as mesmas seis vitórias da líder Itália e entrou de vez na briga pela primeira colocação do Grupo E – as italianas ocupam o primeiro posto pelos critérios de desempate.

Zé Roberto aproveitou o duelo com um adversário mais frágil para dar nova chance a Tainara, que oscilou diante da Itália com mais erros do que a média. Ela foi titular mais uma vez, jogando ao lado de Carol, Pri Daroit, Macris, Gabi, Carol Gattaz e da líbero Natinha.

Mantendo o mesmo time que vem jogando neste Mundial, o treinador queria dar ainda mais ritmo as suas titulares e fazer as devidas correções. A ordem era para jogar 100%, apesar das fragilidades de Porto Rico. E foi assim ao longo dos três sets, com destaque para o primeiro, quando a diferença alcançou os 14 pontos.

Carol foi a maior pontuadora do Brasil e da partida, com 16 acertos. Pri Daroit anotou 11, enquanto Tainara marcou 10. Gabi, acostumada a pontuações altas, foi mais modesta nesta quinta. E marcou apenas quatro. Para efeito de comparação, a maior pontuadora de Porto Rico, Victoria Pilar Marie, não passou de seis pontos.

A seleção volta à quadra na tarde desta sexta-feira, às 15h15, pelo horário de Brasília, para enfrentar a anfitriã Holanda.

Por Estadão Conteúdo.