Brasil já acumula mais 34 mil focos de incêndio desde o início do ano

Um levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontou que o Brasil já acumula mais de 34,1 mil focos de incêndio desde o início do ano. O número, divulgado na quarta-feira (27), é 3% menor do que o contabilizado nos cinco primeiros meses do ano anterior.

Segundo o instituto, apenas em julho, foram registrados 11,4 mil focos de incêndio. O estado com o maior número de queimadas foi o Maranhão, com 1,9 mil ocorrências. Em seguida, estão os estados Maranhão (1.508), Mato Grosso (1.504) e Pará (1.333). Os números, no entanto, ainda podem ser maiores, já que o mês ainda não terminou.

Foto: SBT News

Em relação aos territórios, o cerrado é o mais atingido até o momento, concentrando 48.8% dos focos de incêndio. A Amazônia, por sua vez, aparece com 33,3% das queimadas, enquanto a Mata Atlântica acumula 11%. 

“A tendência desse contexto é catastrófica, não somente pela perda da biodiversidade nesses biomas, mas também para as populações que vivem e adoecem com a fumaça, em especial os povos indígenas e comunidades tradicionais que além de sofrer com a fumaça, têm seus territórios invadidos e desmatados”, avalia Cristiane Mazzetti, porta-voz de Amazônia do Greenpeace Brasil.

Informações SBT News