Butantan pode concluir entrega de 100 mi de doses da CoronaVac em agosto

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) – O Instituto Butantan pode concluir em agosto a entrega de 100 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde, com a expectativa de chegada em julho e agosto de 24 mil litros de insumo farmacêutico ativo (IFA) da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, disse nesta quarta-feira o presidente do Butantan, Dimas Covas.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, ao qual o Butantan é vinculado, Covas disse que esse montante corresponde a 40 milhões de doses do imunizante e, somados aos 6 mil litros que o Butantan deve receber no sábado –equivalentes a 10 milhões de doses– serão suficientes para concluir o contrato com o ministério.

“É possível que possamos receber 12 mil litros da matéria-prima para produção da vacina em julho e mais 12 mil litros em agosto. Com isso recuperaremos o cronograma de adiantamento para finalizar o contrato com o Ministério da Saúde ainda em agosto”, disse Covas em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, ao qual o Butantan é vinculado.

O prazo contratual para a entrega das 100 milhões de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização (PNI) é final de setembro.

O presidente do Butantan disse que não há acordo para fornecimento de vacinas contra Covid-19 ao Ministério da Saúde para além de setembro, seja para a entrega da CoronaVac, seja para a Butanvac, uma vez que o imunizante atualmente em fase de testes seja aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5M11B-BASEIMAGE