Exportação de aço brasileiro cresce mais de 830% em cinco meses

A indústria brasileira de aço registrou um aumento significativo nas exportações em 2022. De acordo com dados do Instituto Aço, os pedidos procedentes do mercado europeu cresceram mais de 830% nos últimos cinco meses, quando comparado com o mesmo período do ano passado, com 849 mil toneladas do insumo enviadas. 

O aumento da demanda acontece em meio à guerra na Ucrânia, uma vez que o aço é a matéria-prima para a fabricação de chapas, cabos elétricos e vigas para a construção civil, além de ser utilizado em torres de transmissão. No total, o Brasil é responsável por 15% da demanda europeia pelo insumo, cifra superior aos 2% contabilizados em 2021.

Com a melhora do mercado, o presidente executivo do Instituto Aço, Marco Polo de Mello Lopes, prevê um investimento de R $52,5 bilhões no segmento siderúrgico nos próximos cinco anos. Segundo ele, boa parte do recurso deverá ser destinada a ações para auxiliar as empresas nas metas de mudanças climáticas e tecnologia.

Em fevereiro, a entidade havia estimado concluir o ano de 2022 com um incremento de 2,2% na produção de aço bruto e elevação de 2,5% nas vendas internas. Para Lopes, mesmo que o resultado fique um pouco ameno, 2022 ainda será considerado como um ano bom para o segmento.

Informações SBT News