Mercado pet registra mais de 18,3 mil novos negócios no primeiro semestre

Apesar de registrar uma pequena queda quando comparado aos números do primeiro semestre de 2021, o mercado pet continua em alta no Brasil. Dados do Sebrae apontam que, nos seis primeiros meses deste ano, foram abertas 18.278 empresas no setor, cifra 33% superior ao contabilizado no mesmo período em 2019, pré-pandemia, quando 13.737 negócios foram inaugurados.

As atividades envolvem comércio varejista de animais, como artigos e alimentos, alojamentos e venda de medicamentos veterinários. Os microempreendedores individuais (MEI) são maioria entre os novos negócios e respondem por 85% dos empreendimentos. Foram 15,5 mil MEI contra 3,3 mil micro e pequenas empresas abertas de janeiro a junho de 2022. 

Em relação à comparação regional, São Paulo foi o estado que registrou o maior número de novos negócios no primeiro semestre, com 5.624 empreendimentos abertos. Em seguida, ficaram os estados de Minas Gerais (1.765), Rio de Janeiro (1.592), Rio Grande do Sul (1.212), Paraná (1.182) e Bahia (918).

“O mercado pet foi um dos segmentos que apresentou forte crescimento durante o isolamento social, quando muitas pessoas adotam animais de estimação como forma de superar a solidão. A tendência, apesar do pequeno recuo do número de novas empresas abertas, é que o brasileiro continue consumindo bastante essa natureza de produtos e serviços, mantendo o segmento aquecido”, analisa Carlos Melles, presidente do Sebrae.

Informações SBT News