33% dos brasileiros já foram vítimas de agressão sexual na infância

Um em cada três brasileiros, ou aproximadamente 32% da população, ou o impressionante número de 68 milhões de pessoas: esse dado revela que essa parcela foi, em algum momento, vítima de violência sexual antes de completarem 18 anos.

O levantamento inédito foi feito pelo Datafolha, encomendado pelo Instituto Liberta, que atua no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. 

Os números impressionam não somente pelo crime, mas por se revelar comum. O questionário, feito com 2.086 pessoas maiores de 16 anos em 130 cidades entre 7 e 13 de junho, revelou que os 32% foram alvo de ações criminosas.  

Foram abordadas as seguintes situações: algum adulto mostrar o órgão genital de propósito (20% de respostas positivas), algum adulto ter tocado ou acariciado as partes íntimas sem consentimento (16%), alguém ter oferecido algum tipo de recompensa em troca de ato sexual (15%), vítima de violência sexual (14%) ou algum adulto ter se masturbado na frente da vítima (12%). Os 32% responderam que já foi vítima de alguma dessas ações acima. 

O levantamento também questionou a posição dos entrevistados sobre a violência sexual no país. 71% creem que a maioria dos casos contra menores acontece em famílias pobres. 

Entre os homens, 72% afirmam que a violência sexual pode acontecer sem haver toque no corpo da vítima, enquanto 79% das mulheres têm essa opinião. De modo geral, as mulheres entrevistadas têm percepções e concordâncias com as afirmações pouco maiores dos casos de violência contra menores. 

Entre as vítimas, as que mais sofrem com o crime são as mulheres: 43% delas revelaram ao menos um caso de violência sexual com menos de 18 anos. Os homens são 21%. 

As mulheres – muitas delas, mães – afirmam que 44% das principais vítimas são crianças e adolescentes; o número vai a 38% entre homens.  Para elas, 39% das mais atingidas são mulheres, enquanto os homens acham que 45% são mulheres o foco da violência. 

Informações de SBT News