92 milhões de brasileiros pretendem comprar presentes neste Dia dos Namorados

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que 92 milhões de brasileiros pretendem comprar presentes para o Dia dos Namorados, comemorado neste domingo (12). Com isso, a data deve movimentar R$ 18 bilhões na economia nacional, valor próximo ao registrado em 2021. 

Quando questionado quem será a pessoa presenteada, o esposo ou a esposa aparecem em primeiro lugar (61%), enquanto 31% pretendem presentear os namorados. Entre os que não vão comprar presentes, 55% não têm namorado(a), noivo(a) ou cônjuge, 10% vão priorizar o pagamento de dívidas e 10% não gostam ou não têm o costume de comemorar a data.

Em média, o consumidor brasileiro deve desembolsar R$ 196 com os presentes do Dia dos Namorados, sendo que o valor aumenta para R$ 234 entre as pessoas das classes A e B. No geral, 26% dos brasileiros pretendem pagar no cartão de crédito parcelado, 18% no cartão de crédito à vista e 18% no cartão de débito. 

Neste ano, os presentes mais procurados serão roupas (37%), perfumes, cosméticos e maquiagem (34%), calçados (23%), um jantar (19%) e bombons e chocolates (19%). Quanto às comemorações, 36% pretendem passar a data na própria casa, enquanto 29% preferem jantar fora.

Já em relação aos gastos, 34% pretendem desembolsar mais este ano do que no ano passado, sendo os principais motivos: comprar um presente melhor (64%), o aumento nos preços dos produtos (40%) e a melhora de salário (30%). Ao mesmo tempo, 31% pretendem gastar o mesmo valor e 18% devem gastar menos devido à inflação e instabilidade econômica.

“O país ainda enfrenta um momento delicado de crise, o orçamento apertado e o aumento da inflação impactam nas compras. Embora para muitos consumidores o momento seja de conter os gastos, esta é uma data importante, em que o ato de presentear acaba sendo uma demonstração de afeto”, destaca o presidente da CNDL, José César da Costa.

Informações de SBT News