Número de viagens feitas por brasileiros cai 40% em dois anos

O número de viagens feitas pelos brasileiros caiu mais de 40% em dois anos, a pandemia de covid-19 e a falta de dinheiro foram os principais motivos, segundo dados da PNAD Contínua Turismo, divulgados pelo IBGE. Essa é a primeira vez que o instituto investiga os gastos dos brasileiros com viagens nacionais. 

A atendente Júlia Fernandes viajou pela última vez com a família foi para Florianópolis. Pra economizar, ela trocou o ônibus por um aplicativo de caronas. O custo caiu pela metade.

“Eu comecei a usar aplicativo durante a pandemia porque não tinha outra opção. Comecei a usar e achei que valia a pena pelo valor principalmente”, conta Júlia.

A estratégia de buscar viagens mais baratas é uma tendência nos últimos dois anos. O gasto com turismo caiu 11% em 2021, de R$ 11 bilhões para R$ 9,8 bilhões, comparado ao ano anterior, segundo o IBGE.

O número de viagens foi 41% menor em relação ao período pré-pandemia, caindo de 20,9 milhões para 12,3 milhões de viagens.

A pesquisa do IBGE também apontou que, mesmo com a covid-19, a falta de dinheiro foi o principal motivo para deixar de viajar, e quanto menor a renda, mais isso pesou na decisão. Por esse motivo, os deslocamentos para destinos próximos e via terrestre foram os mais procurados.

Os carros particulares ou de empresas são os mais usados, com 57,2%, seguido do ônibus, com 12,5%, e do avião, com 10,2%.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Turismo, a procura por pacotes com parcelamentos em cinco vezes ou mais aumentou, uma alternativa para conseguir viajar mesmo em um momento de crise.

“As operadoras oferecem parcelamentos, então a pessoa pode se programar e estar fazendo essa viagem pra daqui um ano ou oito meses, com uma programação de gastos que permite com que ela possa ter esse momento de lazer”, afirma Fabiano Camargo, vice-presidente da Braztoa.

Informações de SBT News