Onze dias e a busca continua: serial killer segue desaparecido

As buscas pelo assassino em série Lázaro Barbosa, 32 anos, chegaram ao 11º dia neste sábado (19). Mas uma possível localização do suspeito, divulgada pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, podem aproximar a polícia da localização.

Ontem, o secretário disse que acha ter visto Lázaro a uma distância de 1km, do outro lado do vale onde a polícia está. Miranda também afirmou que o suspeito parece estar com ferimentos nas pernas.

“A visualização foi de longe. Tenho quase certeza que eu cheguei a vê-lo, a 1 km de distância do outro lado de um vale. A movimentação dele foi de uma pessoa que estivesse ferida nas pernas, mas não deu para ver”, declarou.

Além da visão a distância, o secretário também disse que panos sujos de sangue foram encontrados durante as buscas, o que reforça a suspeita de ferimentos. Os tecidos ainda passam por perícia para comprovar se são do suspeito. Outros registros apontam que Lázaro foi visto em um chiqueiro de uma propriedade rural também na tarde de 6ª feira (18), mas conseguiu fugir para a mata.

Criminoso em série

Lázaro Barbosa, de 32 anos, é o principal suspeito de cinco assassinatos. Quatro deles ocorreram na última semana, no Distrito Federal. Ele também é suspeito de ter atirado em três pessoas, invadido propriedades e incendiado uma delas. Além de ter feito uma família refém e atingido um policial com bala durante o resgate.

O crime mais brutal ocorreu há dez dias, quando, segundo investigações, ele teria invadido uma casa na região de Ceilândia, no Distrito Federal, e matou o pai da família, Cláudio Vidal, 48, e dois filhos, Gustavo, 21, e Eduardo, 15. Ele levou a mãe, Cleonice Marques, 43, sequestrada. Ela foi encontrada morta dois dias depois.

Informações do SBT News.