Prefeitura de Recife suspende festejos juninos na cidade

Após as fortes chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias e causaram a morte de 91 pessoas, a prefeitura de Recife cancelou os festejos juninos deste ano. A medida foi anunciada pelo prefeito da cidade, João Campos, por meio de uma rede social. Segundo Campos, a medida visa reforçar o apoio dado às famílias mais afetadas.

“Estamos tomando medidas para reforçar as ações de apoio às famílias mais impactadas nessa tragédia provocada pelas fortes chuvas. Por isso, estamos suspendendo a realização dos festejos juninos, incluindo o São João e o São Pedro. O nosso foco é salvar vidas”, disse.

Segundo Campos, após as chuvas, mais de 3,5 mil pessoas estão alojadas em abrigos. Campos disse ainda que o cancelamento das festividades vai liberar R$ 15 milhões para atender as famílias atingidas.

De acordo com a Defesa Civil de Pernambuco, as chuvas causaram a morte de 91 pessoas em todo o estado. Há ainda 26 desaparecidos, desde o dia 25, data em que as chuvas começaram a ficar mais intensas. As informações atualizadas têm por base dados do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) do estado.

Forças de segurança, Defesa Civil, Exército e órgãos municipais estão atuando em sete pontos de deslizamentos da região metropolitana: Zumbi do Pacheco e Curado IV (Jaboatão dos Guararapes); Areeiro (Camaragibe); Monte Verde/Ibura, Barro e Guabiraba (Recife) e Paratibe (Paulista).

A operação conta com a participação de 198 bombeiros de Pernambuco; 11 da Paraíba; sete de Minas Gerais e oito do Rio Grande do Norte. Auxiliam também nos trabalhos 60 militares do Exército; 22 da Marinha; oito policiais militares; 100 guardas municipais; quatro policiais civis e 25 funcionários da empresa de limpeza urbana.

O número de desabrigados é de em cerca de 5 mil, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira (30) pela Central de Operações da Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe).

Mais chuvas

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), as chuvas devem continuar até sexta-feira (3) na região metropolitana do Recife e na Zona da Mata, mas em menor volume e com intensidade moderada.

Diante da situação, a Defesa Civil estadual reforçou o alerta sobre o “alto risco de deslizamentos, uma vez que o solo já está bastante encharcado”.

Informações da Agência Brasil