Dois novos semáforos são ativados no bairro Capão Raso

Dois novos semáforos foram ativados nesta sexta-feira (11), no bairro Capão Raso. Os equipamentos foram instalados na esquina da Avenida Winston Churchill com as ruas José Zaleski e Tenente Miguel Cubas e, também, no cruzamento das ruas Marechal Otávio Saldanha Mazza com José Zaleski.

A instalação dos semáforos faz parte da preparação da Superintendência de Trânsito (Setran) para a criação de um binário (ruas paralelas em mão única, em direções opostas) na região.

Ligação com a CIC e Linha Verde

Isso vai acontecer depois da conclusão das obras na estação-tubo Santa Regina. A intervenção no trânsito será a mais nova e mais direta ligação entre a região da CIC e a Linha Verde.

“Nós estamos atendendo uma demanda da população, mas já estava em projeto a implantação do binário das ruas José Zaleski e Odair Pazello. Isso será feito quando forem as concluídas as obras do Ligeirão”, explicou Rosângela Battistella, superintendente da Setran, que acompanhou a ativação dos equipamentos.

O desalinhamento da estação-tubo Santa Regina faz parte do projeto de implantação do Ligeirão Norte-Sul, que vai ligar os bairros Santa Cândida e Pinheirinho.

Reivindicação antiga

O novo binário será composto pelas ruas José Zaleski e Odair Pazello, a primeira fazendo a conexão com a Avenida das Indústrias (sentido CIC) e a segunda com fluxo de veículos em direção à Linha Verde.

“É uma reivindicação de muitos anos da comunidade dessa região que foi atendida. Hoje começou a funcionar a primeira parte desse futuro binário”, disse o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Tico Kuzma.

O vice-presidente da Câmara, vereador Tito Zeglin, fez um agradecimento público à Prefeitura por atender à solicitação da comunidade. “Quero deixar registrado o nosso agradecimento à Prefeitura por acelerar este processo e criar mais comodidade para a população, que antes precisava dar uma volta de 4 km para poder acessar os serviços do outro lado da canaleta”, exemplificou.

O administrador da Regional Pinheirinho, Reinaldo Boaron, disse que a mudança será positiva para organizar o trânsito na região. “Com essas alterações criamos novas opções de tráfego, que vão contribuir para melhorar o tráfego”, avaliou.

Menos conflitos de trânsito

Uma das principais contribuições dos novos semáforos é alternar o direito de passagem, inibindo conflitos entre ônibus biarticulados que trafegam pela região do Capão Raso e Pinheirinho, pela canaleta, com os demais veículos no cruzamento com a via rápida. A travessia se torna mais fluída e segura.

“A nossa esperança é que os semáforos também ajudem a desafogar o trânsito na Avenida Winston Churchill, que está complicado por causa das obras do Ligeirão. O próximo passo é a implantação do binário que deverá solucionar o problema de vez”, torce Élcio Nichele, vice-presidente da Associação Comercial do Capão Raso.

Ligados à central

Os novos equipamentos semafóricos já estão interligados à Central de Tráfego em Área (CTA), espaço que faz o monitoramento em tempo real do fluxo de veículos e do deslocamento do transporte coletivo.

Pela CTA são controlados cerca de 93% dos semáforos da capital. De lá, é possível fazer remotamente a maioria dos reparos necessários, como alterar tempos de abertura e fechamento dos semáforos. Uma das exceções é quando ocorre o furto de cabos ou do controlador do semáforo, caso em que há necessidade de substituição do material no local.

Informações da Prefeitura de Curitiba