Hidrovias segue operando com todos comboios no Corredor Sul em meio a crise hídrica

SÃO PAULO (Reuters) – A companhia de logísticas Hidrovias do Brasil informou nesta quarta-feira que segue operando com todos os comboios no Corredor Sul, em resposta a notícias que apontavam para possíveis impactos da crise hídrica às operações do setor.

A manifestação da empresa ocorre após a Agência Nacional de Águas (ANA) ter declarado situação crítica na bacia do Paraná, que abriga os principais reservatórios hidrelétricos do Brasil, até 30 de novembro, em meio a uma crise de falta de chuvas.

A Hidrovias do Brasil disse em comunicado que o Corredor Sul está em situação atípica desde o ano passado, acrescentando que até o momento não observou nenhum impacto direto em suas operações que esteja relacionado ao tema.

“(A empresa) não opera nas regiões onde os reservatórios hidrelétricos citados nas notícias estão alocados”, afirmou.