Hotéis brasileiros devem atingir 85% de ocupação nas férias de julho

O período das férias de julho deve continuar movimentando a recuperação do setor turístico no Brasil. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), o segmento de hotéis deve registrar média de 85% na taxa de ocupação, com destaques para as cidades goianas de Caldas Novas e Aruanã, que já estão com 100% de ocupação até o fim do mês.

Ainda em Goiás, a cidade de Pirenópolis possui ocupação média de 80% no período, enquanto Goiânia registrou 60%. Mato Grosso, por sua vez, terá 65% de quartos ocupados, Distrito Federal, 55%, e Mato Grosso do Sul, 50%. No Norte, o destaque é para o estado do Acre, que deve ter 70% de ocupação. Em seguida aparecem Amapá, Pará e Tocantins, os três com 65%.

No Nordeste, o Ceará e Pernambuco estão entre os mais procurados, ambos com 70% de ocupação hoteleira. Perto disso, com 69%, aparece o estado do Piauí e a Paraíba, com 68%. Os estados de Alagoas, Bahia e Maranhão também registraram índices acima de 60%, sendo 67%, 65% e 63%, respectivamente. Já Rio Grande do Norte e Sergipe devem ter 52% e 42% dos quartos de hotéis ocupados ao longo do mês.

Na região Sudeste, as cidades históricas de Minas Gerais lideram a ocupação, que deve chegar a 85%, enquanto Belo Horizonte deverá registrar 65%. No interior do estado de São Paulo, a média será de 80%, e no litoral, a taxa ficará entre 40% e 45%. No Rio de Janeiro, a expectativa é de que 70% dos quartos sejam ocupados e no Espírito Santo, o número será de 65%.

Já no Sul do país, Gramado e Bento Gonçalves, ambas cidades do Rio Grande do Sul, são os destaques da temporada, com média de ocupação de 80%. A capital Porto Alegre espera que esse índice chegue a 50%. No Paraná, o levantamento apontou uma ocupação média de 75% nos destinos do estado.

Informações de SBT News