Imagens mostram suspeito paranaense em aeroporto após mortes no Japão

O brasileiro suspeito de assassinar a companheira e a filha de apenas três anos no Japão foi visto em um aeroporto perto da capital Tóquio. Anderson Barbosa, de 33 anos, fugiu do país após os homicídios, cometidos no fim de agosto, e está na lista de procurados da Interpol. 

As imagens no aeroporto de Narita foram divulgadas pela polícia japonesa. Segundo a imprensa local, Barbosa teria feito escala em Dubai até chegar no Brasil. O suspeito desembarcou em Guarulhos (SP) e teria ido a Cambé, no Paraná, onde a família reside. A mãe de Barbosa o esperava e teria levado o filho para a cidade paranaense. 

Em mensagens trocadas com um amigo brasileiro, Barbosa afirmou que quem matou a filha foi a mulher e, ao ver a criança morta, ele teria assassinado Manami Aramaki, de 29 anos. A mulher e a criança foram esfaqueadas no quarto da casa onde a família vivia. 

Para ganhar tempo, Anderson ligou para a empresa onde trabalhava avisando que teria sofrido um acidente e que a companheira e a filha estavam doentes, com covid-19, e não poderiam sair. Ele pegou o celular da esposa, se passando por ela, e mandou mensagens para a sogra. 

O relacionamento era marcado pelo ciúme doentio do paranaense, até com as amigas da vítima. O motivo do crime teria sido o pedido de divórcio.

Informações de SBT News