Mais de 2.500 moradores de Mariupol morreram até agora em guerra, diz assessor presidencial ucraniano

LVIV, Ucrânia (Reuters) – Mais de 2.500 moradores da cidade portuária do Mar Negro de Mariupol, na Ucrânia, foram mortos desde que a Rússia invadiu o país em 24 de fevereiro, disse o conselheiro presidencial Oleksiy Arestovych numa entrevista televisionada na segunda-feira.

Ele disse que estava citando informações dadas por figuras da administração da cidade de Mariupol, e acusou as forças russas de impedir que a ajuda humanitária chegue à cidade sitiada. A Rússia diz que não visa os civis.