Ministério de Minas e Energia confirma reunião com equipe de Fundação Cacique Cobra Coral

SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério de Minas e Energia reuniu-se recentemente com representantes da Fundação Cacique Cobra Coral para tratar da questão da crise hídrica que secou reservatórios de hidrelétricas do país neste ano.

A pasta confirmou a reunião com representantes da entidade esotérica, a quem é atribuída poderes de intervenção no clima, em comunicado divulgado à imprensa neste domingo, que responde reportagens publicadas sobre o encontro.

Segundo o comunicado, que não cita quando a reunião foi realizada, o encontro não foi pedido pelo ministério, mas ocorreu em atendimento a “princípios da transparência e do diálogo franco”.

O ministério, que diz receber centenas de pedidos de audiência, afirmou que apenas aceitou o encontro com representantes da entidade e reproduziu email recebido no início de setembro em que representante da entidade chamado Osmar Santos pediu uma reunião com o ministreo Bento Albuquerque.

O assunto da reunião seria “tratar da tragédia econômica x energética… e os meios para recuperar tais precipitações irregulares no lugar certo ainda na estação inverno que se finda e primavera”, segundo a mensagem reproduzida pelo comunicado do ministério, que ressalta que Albuquerque não participou da reunião.

“Durante a audiência, o senhor Osmar (diretor de relações governamentais do instituto) relatou aos técnicos do MME que o instituto faz serviços de previsões dos mais variados tipos”, afirmou a pasta. “Como servidores públicos, os servidores do MME apenas e tão somente ouviram as informações do senhor Osmar”, acrescentou o ministério.

Na semana passada, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) afirmou que a projeção para o nível das represas de hidrelétricas do país é que eles cheguem até o fim do mês com 16,7% da sua capacidade na região Sudeste/Centro-Oeste, contra projeção de 15,2% feita na semana anterior.

O ONS afirmou ainda que vê ainda um cenário “bastante preocupante” para 2022 e recomendou que o país permaneça mobilizado para enfrentar a próxima estação seca.