Mulher é morta e enterrada no quarto da própria casa

O desaparecimento repentino de uma mulher, causando estranheza em parentes, amigos e vizinhos de Nova Granada, interior de São Paulo, terminou com uma descoberta macabra: a vítima estava enterrada em um quarto do imóvel. 

O marido, que seguiu a vida normalmente, é considerado o principal suspeito pela morte de Edilamar Aparecida Pires Miranda. Testemunhas são ouvidas pela Polícia Civil para compreender a dinâmica do crime. O homem está foragido. 

A vítima foi encontrada por um amigo próximo da família e foi o primeiro a ser ouvido pela polícia. A mãe da vítima temia que algo ruim tivesse acontecido com a filha, desaparecida há mais de uma semana e, com isso, pediu ao lavrador Adelício dos Santos que ficasse de olho no genro. 

Pedras de naftalina foram espalhadas pelo quarto para disfarçar o mau cheiro no cômodo onde a mulher foi enterrada. Mantendo uma vida normal, o suspeito recebia visitas, com muito barulho e bagunça. 

Os vizinhos reclamaram e uma das conhecidas da vítima afirmou que o suspeito teria mandado uma mensagem se fazendo passar pela mulher, afirmando que estava viajando.  

Informações de SBT News