Mulher que vendia rins humanos no Facebook é presa na Venezuela

A polícia da Venezuela prendeu uma mulher que vendia rins humanos no Facebook. Marielys del Carmen Yedra anunciava os órgãos ilegalmente no Marketplace [plataforma de vendas dentro da rede social] com valor de aproximadamente 20 mil dólares, cerca de R$ 94 mil. 

O anúncio da prisão foi feito pelo procurador-geral venezuelano Tarek William Saab em uma postagem nas redes sociais, na qual também afirmou que o Ministério Público da Venezuela investiga se o caso é isolado ou se trata de uma rede criminosa. 

Nas publicações feitas no Facebook, a criminosa anunciava: “vendo um rim em perfeito estado, interessados [falar] no privado”. Em uma postagem, a mulher se passava por uma garota de 15 anos, afirmando que venderia o órgão para conseguir independência financeira e dar condições de vida melhores aos irmãos. “Para mim não é para comprar coisas estúpidas como roupa e sapato, é para ter a minha própria casa”, dizia no anúncio. 

De acordo com uma imprensa local, Marielys é acusada de tráfico ilegal de órgãos, amparada na lei contra o crime organizado e o financiamento do terrorismo. Segundo as autoridades locais, a prisão ocorreu em um edifício na cidade de Auraure, no estado de Portuguesa, às 16h da tarde do último sábado (16). 

Informações SBT News