Jovens envolvidos em racha que matou universitária serão ouvidos nesta segunda pela Justiça

Os advogados da família da estudante têm expectativa de que os envolvidos sejam levados a júri

Está marcada para esta segunda-feira (26), a primeira audiência dos jovens envolvidos em um racha que matou uma universitária atropelada, em março de 2020, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Caroline Beatriz Olímpio, de 19 anos, cursava arquitetura na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Fernando Rocha Fabiani e Nicholas Henrique Castro devem prestar depoimento ao juiz Daniel Ribeiro Surdi de Avelar, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Região Metropolitana de Curitiba. Os dois foram denunciados por homicídio qualificado, por meio cruel. No entanto, eles tiveram o pedido de soltura acatado pela Justiça.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Os advogados da família da estudante têm expectativa de que os envolvidos sejam levados a júri popular. “Além da velocidade e circunstâncias da via, há testemunhos de que esses veículos vinham fazendo ziguezague e praticando manobras arriscadas antes do acidente. Perícias nos veículos demonstram alterações mecânicas para que esses carros alcançassem velocidades superiores, geralmente utilizados em carros de disputa em autódromos. Por isso, queremos que os acusados sejam julgados no Tribunal do Júri”, disse o advogado Jeffrey Chiquini em entrevista à Rede Massa.

O acidente

O atropelamento aconteceu no dia 12 de março de 2020, no bairro Cidade Industrial de Curitiba. Caroline Beatriz Olímpio tinha 19 anos e morreu no local do acidente, na Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, em frente à Universidade Positivo.

Um laudo da perícia apontou que o veículo Volkswagen Up, conduzido por Fernando Rocha, estava a 114 km/h no momento da batida. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que a vítima foi atingida e arremessada por quase 100 metros.

(Foto: Arquivo/Rede Massa)

Defesa dos acusados

A reportagem do Massa News tenta contato com os advogados que representam os motoristas envolvidos no racha.