Justiça marca júri de homem que matou mulher com barra de ferro e passou com carro sobre o corpo

A Justiça marcou para o dia 21 de outubro o julgamento do homem acusado de matar a ex-esposa com golpes de barras de ferro e, na sequência, passar por cima do corpo com o carro. O crime aconteceu em São Mateus do Sul, no Paraná, no dia 4 de maio de 2019, e o júri popular de Alisson Ferraz Barbosa, de 31 anos, já foi adiado por cinco vezes.

O feminicídio de Elza Ribeiro, que tinha 22 anos à época do crime, causou revolta em todo o Estado pela crueldade praticada contra a vítima. Barbosa foi denunciado por feminicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e com uso de recurso que impediu defesa da vítima.

O júri foi adiado quatro vezes por causa da pandemia, que impediu sessões presenciais, e uma quinta vez porque os juízes da Comarca não puderam comparecer.

Informações do Portal RDX.