Pintor é morto com cinco tiros na cabeça ao sair de igreja; família não sabe o motivo da execução

Um pintor de 28 anos, identificado como Felipe Lourenço, saia da Igreja do Evangelho Quadrangular na rua Celeste Paschoal Milani, no bairro Santa Cândida, quando foi surpreendido por dois homens arrastado por cerca de 150 metros e executado com cinco tiros na cabeça.

O crime aconteceu na noite de domingo (24) e, mesmo ferido, Felipe ligou para um primo, informando sobre os tiros, porém, ainda em ligação, não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a família, o rapaz não tinha envolvimento com drogas ou crimes. O pai de Felipe entrou em estado de choque ao ver o corpo do filho sem vida.

Os assassinos ainda tentaram executar uma testemunha que presenciou o crime, mas derrubaram a pistola e três tiros de bala perdida acabaram atingindo um sobrado próximo.

A polícia segue investigando o caso e conta com imagens de câmeras de segurança para chegar até os responsáveis pelo crime.

Com informações do repórter Iverson Vaz