Bolsonaro nunca deu orientação sobre políticas do Ministério da Saúde, diz Pazuello

(Reuters) – O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira que em nenhum momento foi orientado pelo presidente Jair Bolsonaro a fazer qualquer coisa diferente do que estava sendo feito por ele à frente da pasta e que suas decisões jamais foram contrapostas pelo presidente.

Segundo Pazuello, durante sua gestão, não chegaram orientações de fora da pasta ao Ministério da Saúde e não havia influência dos três filhos políticos do presidente –o vereador Carlos (Republicanos-RJ), o deputado federal Eduardo (PSL-SP) e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)– no ministério.