Rússia prende mais de 800 pessoas em manifestação contra guerra

Centenas de pessoas foram presas na Rússia, na noite de domingo (13.mar), durante uma manifestação contra a guerra na Ucrânia. De acordo com a agência estatal Tass, os protestos não eram autorizados e 817 manifestantes foram levados pela polícia de 37 cidades do país.

Protestos pedindo pela paz na Ucrânia continuam em toda a Rússia, bem como em cidades europeias. Em Moscou, dezenas de pessoas desafiaram a proibição de manifestações e concentram-se em uma praça perto do Kremlin, enquanto em São Petersburgo os protestantes tentavam passar despercebidos.

Ao mesmo tempo em que manifestantes gritavam palavras como “paz no mundo”, moradores das cidades rebatiam dizendo que os protestantes eram traidores. Durante o confronto, vários policiais desenharam a letra “Z” nos capacetes, expressando apoio aos soldados russos destacados na Ucrânia.

A invasão russa à Ucrânia chega ao 19º dia hoje e deve ser marcada por uma nova rodada de negociações entre ambos os países. O encontro está marcado para acontecer de forma virtual e deve abordar resultados preliminares de conversas que já vêm sendo realizadas, como as exigências estabelecidas pelos líderes e o comprometimento com os corredores humanitários.

Informações do portal SBT News