Saiba porque os assistentes virtuais chegaram com tudo para facilitar a vida dos idosos

É cada dia mais frequente que assistentes virtuais, como Alexa, Siri e Google Home façam companhia e auxiliem idosos nas suas rotinas diárias. Segundo uma pesquisa da Parks Associate, realizada nos Estados Unidos, a pandemia aumentou muito a procura desses assistentes por um público com mais idade. Os dados do estudo revelaram que 34% dos lares americanos com conexão banda larga e pessoas com mais de 65 anos já possuem um desses dispositivos.

“Com o comando por voz, os idosos têm acesso a diversos recursos, tais como fazer ligações, acompanhar as notícias do dia ou ouvir uma música, por exemplo”, explica Aline Bak, especialista em assuntos da internet e marketing digital.

Veja a seguir 5 benefícios dos assistentes virtuais no cotidiano de uma pessoa  idosa:

  1. Acessibilidade digital: pessoas da terceira idade, em geral, têm dificuldade para usar apps e até mesmo o smartphone. A principal vantagem de introduzir um assistente virtual para este público é que eles facilitam o uso de praticamente todas as ferramentas virtuais, com um simples comando de voz, sem necessidade de teclar ou ler as letras miúdas da telinha. “Com um assistente virtual, idosos fazem suas ligações telefônicas para membros da família ou amigos, mandam mensagens de texto e podem acessar vídeos ou músicas sem precisar usar as mãos”, conta Aline. “Isso garante a acessibilidade digital, justamente para esse público que geralmente têm mais problemas para se manter em dia com a tecnologia”, esclarece a especialista.
  2. Segurança em primeiro lugar: é comum que alguns idosos tenham a saúde mais debilitada, por isso os familiares geralmente se preocupam quando essas pessoas moram sozinhas. “Esses aparelhos também são ótimos em casos de emergência, porque eles podem ser programados para gerar um alerta para um responsável a partir de um pedido de socorro”, diz Aline Bak.
  3. Controle a sua agenda: outro empecilho que é frequente no cotidiano de alguns idosos é uma certa dificuldade com a memória. Uma função excelente desses dispositivos é gerar alertas para te lembrar de algo. “Os assistentes virtuais podem te lembrar o horário para tomar algum remédio ou sobre algum compromisso”, explica Aline Bak. “E tudo isso é feito como em uma conversa, então é mais fácil de entender algum lembrete e eles não ficam perdidos no meio de outras notificações, como é em um smartphone”, conclui.
  4. Suas perguntas respondidas: além disso, esses aparelhos também podem responder quase qualquer coisa sem que a pessoa tenha que escrever uma linha. “Com um comando de voz, você pode perguntar uma receita, a previsão do tempo ou até ficar por dentro das notícias do dia. Tudo isso sem que seja necessário parar o que você está fazendo e pesquisar em um computador ou smartphone”, afirma Aline.
  5. Sua casa conectada: além de todas as vantagens já citadas, os assistentes virtuais também podem ser programados para deixar uma casa mais inteligente, facilitando a vida do idoso. “Outra função importante desses dispositivos é a possibilidade de ter um controle universal para todo seu lar”, diz a especialista. “Ligar as luzes ou a televisão, abrir as persianas e até controlar a temperatura do ar condicionado: tudo isso pode ser feito sem que a pessoa precise se levantar do sofá”, conclui.