Suspeito de participar de tiroteio em festa de Dia das Mães morre no hospital

Morreu na manha desta segunda (09), o homem de 40 anos acusado de ser o atirador em festa matinê no final deste domingo (08), na linha Capanema, interior de Realeza.

De acordo com a Polícia Militar, o atirador é morador de Cascavel e tinha mandado de prisão em aberto por roubo agravado. A arma que ele usava estava registrada em nome de outra pessoa.

O acusado havia sido encaminhado em estado grave ao Hospital Regional de Francisco Beltrão, mas acabou não resistindo aos ferimentos, vindo a obito. 

O Crime – De acordo com as investigações e relato da comunidade, o acusado crime teria se envolvido em uma briga com algumas pessoas dentro da festa, momento em foi retirado da comemoração pelos seguranças.

Minutos depois, o homem foi até o seu carro pegou uma arma e voltou atirando. Um policial militar que estava no local, de folga, reagiu. 

Durante a confusão, cerca de oito pessoas foram baleadas, incluindo o atirador, sendo que um homem que não estava envolvido com a briga morreu. Mais de 20 tiros foram disparados durante o desentendimento.  

As vítimas foram socorridas pelo Samu e populares, sendo encaminhadas para atendimento hospitalar em Realeza e as vítimas com ferimentos graves foram encaminhados a Francisco Beltrão.

O policial que trabalha em São Lourenço do Oeste foi atingido por um tiro na mão; o suspeito também foi atingido, sendo ambos encaminhados a uma unidade hospitalar em estado grave. 

As armas do policial e do atirador foram apreendidas. A Polícia Civil ouviu testemunhas durante a madrugada e segue investigando o caso.

Informações da SOT.