Você sabe se está vivendo seu propósito na carreira?

O conceito de carreira e sucesso é algo que norteia nossa existência desde a primeira vez que nos perguntam “o que você quer ser quando crescer?”. A questão é que, entre tantas possibilidades, tocar o chão da realidade às vezes pode ser difícil. Mas voar também é necessário. No fim das contas, o que todo mundo quer é voar bem alto mesmo, mas a gravidade é sempre um desafio.

Como fazer isso? Lembrando que ar quente é o que faz o balão subir. Nem morno, nem frio. Aquele ar aquecido ali, em tempo real, cheio de intenção e vontade. O equivalente a uma vida plena, realizada e feliz – sabendo que, para isso, é preciso paixão, intensidade e coragem. O fogo que esquenta esse ar do balão, das relações, da vida… É o propósito!

Pode parecer um conceito clichê, mas a verdade é que existem maneiras de entender como seu propósito pode se transformar em uma verdadeira carreira de sucesso. Afinal, se a gravidade parar de puxar para o chão, o balão sai voando sem eira nem beira. O equilíbrio é o que faz acontecer.

E isso tem a ver com reconhecer quais são os seus valores mais importantes e priorizá-los a cada decisão, com planejamento e foco. É descobrir aquilo pelo que você é apaixonado e faz seu coração bater mais forte. É entender aquilo que te motiva e te faz sair da cama pela manhã, repleto de entusiasmo. Quando temos dentro de nós algo mais quente que o mundo lá fora, subimos.

Mas, antes de subir, é preciso fica mais leve. É preciso desapegar de manter qualquer corda amarrada ao que consideramos estável ou seguro. O desapego também está para o mundo profissional. Ficar apegado a processos ultrapassados, não entender o novo que vem e, principalmente, não abrir espaço para o fogo queimar só vão atrasar seu voo. Uma vez com os pés fora do chão, só nos resta uma opção: FLUIR!

Na vida, quando não aceitamos a direção do vento, sofremos. Não temos controle sobre isso. Podemos apenas controlar a altura do nosso voo. Mas, para isso, precisamos aprender a controlar nosso próprio fogo. Manter a chama forte e constante.

Também é preciso parar de competir. Cada balão está voando seu próprio voo, em sua própria altitude. Voar mais alto ou mais baixo não influencia a altura de nenhum outro balão. A altura de nenhum outro balão deveria incomodar você. Existe céu para todo mundo e competir é a maior bobagem.

Cada um sabe qual é a corrente de vento que quer aproveitar nessa vida e dessa forma deve escolher a altitude do seu próprio voo. Saber disso é o que te permite fluir no sucesso, ao mesmo tempo em que mantém a vida leve!

O voo é sempre individual. Apenas o espaço do voo é comum. Admirar a altitude dos outros balões nos permite aprender com a atitude assumida por eles. E escolher a nossa própria!