Zagueiro Renan, do Bragantino, é preso por homicídio culposo

O zagueiro Renan, do Red Bull Bragantino, que se envolveu na manhã desta sexta-feira (22) em um acidente de trânsito, em Bragança Paulista, que resultou na morte de um motociclista, foi preso em flagrante pela Polícia Civil e autuado pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O jogador foi conduzido à Cadeia Pública de Piracaia, onde permanece à disposição da Justiça.

O jogador teria se negado a realizar o teste de bafômetro e não teria permissão para dirigir, o que retira a possibilidade de fiança. De acordo com a Polícia Civil, Renan apresentava sinais de embriaguez, odor etílico e se recusou a realizar também o exame de sangue na delegacia. 

O acidente aconteceu por volta das 06h40, na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueiro. O veículo conduzido pelo jogador de 20 anos teria invadido a faixa contrária da pista e batido de frente com uma motocicleta. O motociclista morreu no local, deixando esposa e duas filhas.

Renan cumpre contrato de empréstimo com o Bragantino, mas tem seus direitos atrelados ao Palmeiras até 2025. Em nota, os dois clubes informaram que vão acompanhar o caso de perto e prestar assistência necessária aos familiares da vítima.

Veja as notas emitidas por Bragantino e Palmeiras:

“O Red Bull Bragantino recebeu na manhã desta sexta-feira a informação sobre o acidente de carro envolvendo o atleta Renan. O clube está acompanhando o caso de perto e se coloca à disposição para prestar toda a assistência necessária às autoridades e aos familiares da vítima, com os quais se solidariza neste momento de grande tristeza.”

“A Sociedade Esportiva Palmeiras recebeu na manhã desta sexta-feira a informação sobre o acidente de carro envolvendo o atleta Renan. O clube está em contato com o Red Bull Bragantino a fim de acompanhar o caso de perto e prestar toda a assistência necessária aos familiares da vítima, com os quais se solidariza neste momento de grande tristeza.”

Informações do SBT Sports.