Operação Vila Torres termina com dois presos por tráfico de drogas

Na madrugada desta quarta-feira, 10, policiais de diferentes unidades da Polícia Civil começaram a se reunir na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa para o planejamento final da operação na comunidade Vila Torres, no bairro Prado Velho, em Curitiba.

Ao todo, a operação tinha dez mandados de busca e apreensão, seis de prisão temporária e ainda uma procura por foragidos da justiça. Desses procurados, dois foram presos. Um dos detidos é Everson Washington Bonfim Gracilia, outro é Luiz Fernando Cardoso. Ambos comandavam o tráfico de drogas na região até dois meses atrás.

Foto: Elbio Tavares

A onda de assassinatos na comunidade teve início após a morte do principal comandante do tráfico de drogas, Luiz Felipe Cardoso, conhecido como Macaco, no dia 9 de setembro. Depois de Macaco, o outro mais forte, conhecido como Número 2, acabou morto no dia 13 de setembro em um confronto com a Polícia Militar.

No último caso, dia 19 de outubro, duas pessoas morreram baleadas e outras três ficaram feridas, uma delas em estado grave. Dois dias antes, dois homens tinham sido presos pela Rotam por estarem com armamento pesado: Jhordan Andrade dos Santos, de 27 anos, e Rhuan Victor Costa Pereira, de 23 anos.

Com a colaboração de Marcos de Patto, da Rede Massa