Pai e madrasta são suspeitos de espancar e matar criança de 5 anos

Uma criança de cinco anos foi espancada e morta em Jequiá da Praia, em Alagoas. Os suspeitos são o pai e a madrasta da menina, que estão presos. Parentes e amigos marcaram presença na despedida de Alexia Sofia da Silva. O velório ocorreu na zona rural da cidade, a 70 quilômetros de Maceió. 

A bisavó da criança, Cícera Santana da Silva,  ainda está em choque com o crime: “Eu me sinto muito angustiada. Isso não é pai, não. Isso é um monstro. Um pai não faz uma coisa dessa com uma criança”.

A aposentada que mora no povoado, Maria José Alves dos Santos, também se revoltou com o crime: “Eu nunca vi na nossa região um absurdo desse. Uma violência tão grande”. Durante o velório, a tia da garota fez questão de mostrar uma conversa que nunca foi respondida pelo pai. 

Nela, ela dizia que gostaria de saber como estava a criança e que estaria na cidade na sexta-feira, tentando descobrir um horário apropriado para uma visita. Ela afirma que enviou o áudio no último dia 13 de julho e não obteve resposta. “Eu não sabia [das agressões]. 

A minha família também não sabia. Porque o Alex sempre foi uma boa pessoa. A gente não achou que ele ia ser esse monstro. Aceitar tudo que aquela maldita fez com a minha sobrinha”, conta. 

A avó de Alexia, Antônia Cícera de Jesus, confirmou que o pai da menina mudou o comportamento quando iniciou o relacionamento com outra mulher. “Ele impediu a gente de ver a menina. Há muito tempo que a gente não via a menina. E eu quero justiça para ele e para ela”, lamenta.

A mãe de Alexia estava morando no Rio de Janeiro quando soube do crime. Ela chegou a desmaiar durante o enterro. Após, disse que implorou para ficar com a menina, dizendo que agora ela já tinha condições financeiras de cuidar dela. 

Informações SBT News