Países europeus enviam ajuda para controlar incêndio florestal na França

As altas temperaturas continuam dificultando a contenção dos incêndios florestais que atingem o norte e o sul da França. Segundo o presidente Emmanuel Macron, os locais, que já contam com a atuação de 10 mil bombeiros e seguranças civis, devem receber ajuda de países europeus para apagar as chamas, que queimam há quatro dias seguidos.

“Alemanha, Grécia, Polônia e nas próximas horas Romênia e Áustria: nossos parceiros estão ajudando a França diante dos incêndios. Como em julho, a Itália permanece em solidariedade com a França. Vários canadenses também chegam para apoiar os bombeiros franceses e europeus mobilizados em nosso território”, disse.

Até o momento, as chamas já destruíram mais de 7 mil hectares de floresta, além de provocar a evacuação de cerca de 12 mil pessoas. O maior foco de incêndio se concentra em Landiras, no sudoeste. Conforme relatos dos bombeiros, a cada minuto, o equivalente a dez campos de futebol queimavam nas regiões. 

Informações SBT News