Assistentes Sociais têm atuação essencial para garantia de direitos e redução das desigualdades durante a pandemia

Entre os diversos profissionais de grande importância durante a pandemia estão os assistentes sociais, essenciais para garantir os direitos da população. No dia 15 de maio, é comemorado o Dia do Assistente Social, profissão regulamentada pela Lei nº 8.662/1993 e que possui um Código de Ética Profissional. Ao todo, existem 8.588 assistentes sociais ativos no Paraná, profissionais que, durante a pandemia, se tornaram ainda mais essenciais na luta pelos direitos humanos e para a garantia de políticas públicas para toda a população. Esses profissionais atuam em diversas áreas, como a saúde, a política de Assistência Social, a Previdência Social, o segmento Sociojurídico, direitos humanos, educação e direito à cidade.

“As (os) assistentes sociais têm um papel essencial na garantia de direitos básicos previstos para todas as populações pela Constituição Federal. São esses profissionais que atuam no atendimento direto da população para que a população tenha acesso a informações e a direitos essenciais que podem salvar vidas e garantem a dignidade da população. Em meio a tantas desigualdades presentes durante a pandemia, essa categoria é de fundamental importância especialmente para os mais vulneráveis”, explica a presidenta do Conselho Regional de Serviço Social do Paraná (CRESS-PR), Andrea Braga.

Por conta da atuação na pandemia, as (os) assistentes sociais atuam na linha de frente e, por isso, estão tentando conseguir a vacinação prioritária contra o coronavírus. Após a vacinação das/os profissionais de saúde, o Conselho está em contato com o Governo do Estado e com os municípios para garantir a vacinação.

Confira exemplos da atuação dos assistentes sociais durante a pandemia:

Saúde

As (os) assistentes sociais atuam no atendimento e no contato direito com os pacientes, buscando proporcionar conforto e superar inseguranças que estão presentes em seu dia a dia. Cabe a eles garantir o contato do paciente com os familiares, realizando visitas monitoradas e videochamadas, além de realizar orientações a respeito de direitos que podem ser buscados pelo paciente. Tudo isso com base em estratégias planejadas e em conjunto com uma equipe multidisciplinar.

Assistência Social

Em relação às políticas de Assistência Social, às/os assistentes sociais podem atuar no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), em Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), unidade de acolhimento, entre outros. Em todo o Brasil, em 2019, foram registrados pouco mais de 304 mil trabalhadores do SUAS que possuem atribuições distintas como as de oferecer informações sobre benefícios e direitos (como o auxílio emergencial), atendimento e acompanhamento da população em situação de maior vulnerabilidade, realização do Cadastro Único, identificação de famílias para verificação de necessidades, entre outras atribuições. O trabalho, porém, se difere de práticas assistencialistas a partir de doações, uma vez que esses profissionais atuam de maneira estratégica para colocar em práticas políticas públicas previstas em lei.

Previdência Social

A Previdência Social pública é um dos maiores mecanismos de distribuição de renda do Brasil. Nesse sentido, o Serviço Social é responsável por orientar os beneficiários, realizar e identificar seus perfis socioeconômicos e realizar os encaminhamentos para uma rede de atendimentos para famílias que dependem ainda mais dos benefícios em um período de grande crise econômica.

Informações CRESS PR