Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
19ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Brinquedos feitos em unidades prisionais são doados para crianças de instituições do Litoral

Entrega aconteceu durante o evento Litoral Cidadão, em Matinhos

Redação

Redação

Brinquedos produzidos por pessoas privadas de liberdade nos canteiros de costura e artesanato de unidades penitenciárias do Paraná, geralmente destinados a escolas públicas, entidades e hospitais, foram doados nesta quarta-feira (04) durante o evento Litoral Cidadão, em Matinhos. A feira itinerante que integra o Verão Maior Paraná ocorrerá às quartas-feiras para aproximar as forças de segurança da população e levar serviços.

Foto: DEPPEN-PR

Os brinquedos são produzidos durante o ano todo, com a mão de obra dos presos, e revertidos diretamente para a sociedade.

O coordenador regional da Polícia Penal de Cascavel, Thiago Correia, afirma que todos os projetos desenvolvidos dentro do sistema prisional trazem inúmeros benefícios, modificando a vida da pessoa privada de liberdade e ajudando no principal trabalho da Polícia Penal do Paraná: a reinserção social.

“Os projetos servem como uma forma de incentivá-los a se desenvolver pessoalmente e profissionalmente, além de oferecer ao voluntário o benefício de remição de pena. São também uma maneira de entregar frutos à sociedade e devolver aquilo que em algum momento foi retirado”, ressalta.

Com o benefício de remição de pena, a cada três dias de trabalho um é reduzido da pena a ser cumprida.

Dos brinquedos confeccionados, 120 são bonecos de crochê (amigurumis) que vieram da Cadeia Pública de Ponta Grossa Hildebrando de Souza. Os itens foram produzidos por dez detentos no canteiro de artesanato. O projeto é mantido com recursos do Conselho da Comunidade.

O coordenador Regional de Ponta Grossa, Mauricio Ferracini, falou sobre destinação destes itens. “Todos os amigurumi desenvolvidos durante o ano são destinados a crianças carentes de hospitais da nossa região, para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs) da cidade e para o Núcleo Promocional Pequeno Anjo, que atende crianças em situações de fragilidade. E, durante o verão, destinamos essas produções para ajudar nas doações realizadas pela Polícia Penal do Paraná”, comenta.

Nos canteiros de trabalho implementados na Penitenciária Industrial Marcelo Pinheiro – Unidade de Progressão em Cascavel, no Oeste do Estado, também foram fabricadas 450 bichos de pelúcia e 100 bonecas de fuxico, por 32 detentos, para contribuir com o Verão Maior Paraná.

O diretor da unidade, Álvaro Marcelo Alegrette, explica como os projetos são desenvolvidos, muitos deles, também, com recursos do Conselho da Comunidade. “O projeto das pelúcias foi iniciado em fevereiro de 2022 para agregar as atividades do canteiro de costura onde já ocorria a produção das bonecas de fuxico. Os insumos, tecidos e fibra utilizados nas produções dos brinquedos, são materiais que seriam descartados pela indústria têxtil, que são doados para os nossos projetos, e assim conseguimos reutilizá-los”, comenta. 

A policial penal responsável pelos projetos da unidade, Suzana Backes, reforça que as atividades nos canteiros impactam na vida de cada participante do projeto. “As ações que realizamos na penitenciária possuem um efeito positivo tanto nos apenados que trabalham diretamente nas produções dos canteiros, quanto nas pessoas envolvidas no processo que contribuem, de alguma forma, para levar alegria para quem recebe as doações”, complementa.

Informações da Agência Estadual de Notícias

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia