Chuva persiste em Curitiba e risco de temporal não está descartado

A frente fria se afasta do Sul do Brasil neste início de semana, mas as áreas de instabilidade continuam ativas, portanto, a chuva ainda vai persistir na região. Além da chuva, outro destaque nesta semana é a queda de temperatura e os ventos que seguem intensos.

Nesta segunda-feira (7), o céu fica com muitas nuvens na Região Sul do Brasil e a chuva se espalha sobre os três estados. No Rio Grande do Sul, pontualmente a chuva pode vir moderada a forte e com alguns raios e rajadas de vento, mas é principalmente entre Santa Catarina e o Paraná que o risco de chuva forte e volumosa é maior, inclusive nas capitais Florianópolis e Curitiba. O alerta é para temporais nestes estados. 

Ao longo da semana, a formação de uma área de um ciclone vai manter as instabilidades na Região Sul. Entre terça e quarta-feira a chuva persiste e as temperaturas seguem amenas.

Nova frente fria

Uma nova frente fria tende a se formar na próxima quinta-feira, e o ciclone vai continuar no oceano, mantendo o tempo instável na Região. Tem previsão de chuva e ventos fortes no Rio Grande do Sul e no litoral de Santa Catarina.

Só a partir de sexta-feira que a chuva tende a diminuir pelo interior da Região.

Possível formação de ciclone subtropical

Alguns modelos meteorológicos indicam que o ciclone que irá atuar entre a costa do Sul e Sudeste na próxima semana terá características subtropicais, no entanto, é necessário aguardar mais alguns dias para que essa previsão se confirme.

Diferentemente dos ciclones extratropicais, os ciclones subtropicais não estão associados a frentes frias. O centro dos ciclones subtropicais é mais quente do que a atmosfera ao redor, o que deixa o tempo mais instável e aumenta as condições para ocorrência de tempestades severas.

Veja a imagem abaixo, gerada pelo modelo meteorológico ECMWF (Europeu), com a previsão para a noite do dia 9 de junho:

(Foto: ClimaTempo)

Informações do Climatempo