Bosque Zaninelli tem obras de limpeza e recuperação de estruturas

Equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente deram início, nesta semana, aos trabalhos de limpeza e recuperação das rampas e estruturas de madeira do prédio conhecido como Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre), no Bosque Zaninelli, no Pilarzinho. A fase inicial consiste na limpeza e lavagem de toda a edificação, incluindo os vidros e telhados.

Na sequência, informa o diretor de Parques e Praças, Giovando Romanine, deve ser recuperada a parte de madeira do piso e guarda-corpo das rampas que dão acesso ao mirante. “Vamos fazer a reposição do madeiramento deteriorado e, posteriormente, a pintura da construção”, explica.

O diretor alerta que pode haver períodos de interdição do acesso para garantir a segurança dos visitantes, mas a ideia é que isso ocorra em dias e horários de menor movimento na unidade de conservação. Os trabalhos devem ser finalizados em cerca de 60 dias.

O local

Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Criado em 1992, a partir de uma área verde regenerada naturalmente após ter sido utilizada para exploração de granito, o Zaninelli foi decretado bosque municipal de preservação. A edificação que abriga a Unilivre é uma das suas principais atrações.

Outros atrativos do bosque são a mata nativa em volta da pedreira, a passarela no túnel vegetal que desemboca frente à pedreira e espelho d’água do lago com aproximadamente 120 metros de extensão e o auditório ao ar livre.