Competição que avalia mobilidade urbana acontece nesta sexta

Na sexta-feira (23), o Desafio Intermodal de Curitiba voltará a ser realizado de forma presencial. Há 14 anos, a competição usa diversos modais de transporte para avaliar qual a forma mais eficiente de se locomover pela cidade no horário de pico, entre 18h e 19h, utilizando os critérios tempo de deslocamento, custos para o usuário e emissão de poluentes.

A pesquisa é organizada pelo Ciclovida, programa de extensão da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e compara o desempenho das modalidades: pedestre, corredor, bicicleta, moto, carro e transporte coletivo, considerando também o uso desses modais por pessoas com deficiência.

Os participantes saem do Centro Politécnico da UFPR às 18h e terminam o percurso de cerca de 10 km no prédio histórico da universidade, na Praça Santos Andrade. Nesta edição, serão avaliados também patinetes elétricos, skate, patins e diferentes tipos de combustíveis: gasolina, álcool, diesel, gás e eletricidade.

“Da forma lúdica como é realizado, o desafio estimula a discussão sobre a mobilidade urbana e propõe o uso de meios alternativos e ativos de deslocamento. É uma ação de caráter educativo e científico, que busca gerar impacto e transformação para a sociedade através de apontamentos práticos para o fortalecimento das políticas públicas”, explica a coordenadora do evento, Silvana Nakamori.

Todos os participantes do Desafio Intermodal 2022 são acompanhados pelo uso de aplicativos, e os dados coletados ao longo do percurso resultam em médias que indicam o modal mais eficiente. Ao final da jornada, os participantes respondem um questionário sobre a experiência, avaliando pontos como infraestrutura urbana, sinalização, calçadas, pontos de maior congestionamento e educação no trânsito.

A metodologia que deu origem ao Desafio Intermodal é abordada em disciplinas dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo da UFPR, e também da rede municipal e estadual de ensino como uma ferramenta para o ensino de ciências.

Como funciona o Desafio Intermodal

O ponto de partida é o Centro Politécnico da UFPR às 18h. Os participantes chegam antes para fazer o cadastro, verificar o aplicativo de rastreamento, receber a camiseta do evento e receber as instruções finais. É possível escolher o caminho que julgarem melhor, mas todos devem passar por um ponto intermediário, o Escritório Verde da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), na Av. Silva Jardim, antes de seguirem para o ponto final. Na linha de chegada, o encerramento ocorre dentro da Feira de Mobilidade Urbana Sustentável, prevista para os dias 22 e 23.

O evento conta com o apoio do centro de pesquisa e tecnologia Lactec, Agaspp/PR, campanha Amazônia Passa Aqui, Festival Arte Bici Mobi, Asufepar, Bicicletaria Cultural, Cicloiguaçu, Cicloparaná, projeto Ciência Para Todos, Projeto Coolabici, Dentro D’Água, Detran/PR, Fórum de Mobilidade Ativa, Federação Paranaense de Ciclismo, Grupo de Estudos em Transporte, Projeto Iniciativa Startup Experience, NPDEAS, Observatório Nacional de Segurança Viária , Proec, Setor de Tecnologia, UCB e Escritório Verde UTFPR.