DJ que matou mulher e cachorro a facadas em Curitiba chora em depoimento e fica em silêncio

O DJ Christopher Brian Elias Skrepka, 27 anos, que confessou ter matado a esposa no Campo de Santana, em Curitiba, no dia 9 de outubro, prestou depoimento à polícia. A vítima, Jenifer da Silva Jacinto, tinha 26 anos e estava em um relacionamento com o homem há dez anos.

Além de matar a esposa a facadas, Christopher matou o cachorro dela e tentou tirar a própria vida. Ele chegou a ficar internado no hospital, mas foi preso quando recebeu alta. No depoimento, o DJ começou a chorar e disse que, no momento, ia ficar em silêncio.

A reportagem da Rede Massa | SBT também teve acesso aos depoimentos de familiares de Jenifer e Christopher. A irmã e a mãe do DJ afirmaram que os dois já estavam pensando em se separar.

Segundo a irmã, durante um show uma semana antes do crime eles tiveram um episódio de ciúmes, onde Jenifer teria deixado o marido para trás. O DJ teria dito que iria pedir a separação. Já a mãe de Christopher disse que Jenifer estaria traindo o marido.

A irmã da vítima, porém, afirmou à polícia que era o homem quem estava traindo a esposa, e que durante o show, ele teria agredido ela. A irmã ainda afirmou que brigas eram constantes, que Jenifer sentia medo do companheiro e que ele a ameaçava. Em um dos episódios das brigas, ela teria sido amarrada em um botijão de gás.

Após colher os depoimentos, a polícia continua a investigação do caso. Christopher deve responder por homicídio.