Filme é gravado no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo de Curitiba

Sensibilizar o público por meio da linguagem cinematográfica para revelar histórias de humanidade e apoio aos que necessitam de atenção especial é a proposta do documentário do diretor e roteirista Gustavo Piaskoski. Com realização da GHP Produções e O Quadro Produções, as gravações do médiametragem já iniciaram no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo, em Curitiba.

Com foco cultural e educativo, o filme, com previsão de 50 minutos de duração, pretende contar histórias humanas usando como base a trajetória de uma Organização com um importante legado. “A partir do olhar dessas pessoas, vamos narrar essas histórias, em primeira pessoa, para o público se sentir percorrendo os corredores da Organização e sentir o convívio com os assistidos, as histórias humanas que integram todos – Assistidos, funcionários e voluntários – e traçar um recorte dessa narrativa diária que já possui cerca de 55 anos de existência”, explica o diretor.

O despertar para o tema do filme vem a partir do cenário atual. No Brasil, cerca de 4 milhões de pessoas possuem uma deficiência motora e cognitiva grave. Com limitações de convivência e falta de estrutura financeira e familiar, parte delas são abandonadas. Diante disso, surgem algumas Organizações para amparar esse grupo, como o Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo.

Com lançamento para o primeiro semestre de 2023, o filme ainda está na primeira etapa de realização, sem título oficial, e todas as gravações serão realizadas na capital paranaense.

Oficinas formativas

Com contrapartida social do documentário, serão realizadas oito palestras no Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo. As atividades serão de 24 a 29 de outubro, com entrada gratuita.

Estudantes, professores, voluntários, profissionais de entidades e empresas serão convidados para a atividade formativa. A temática principal é a conscientização da importância da arte e da cultura no processo de acolhimento à pessoa com deficiência, com incentivo a
posturas e técnicas de acolhimento por intermédio de atividades lúdicas e culturais.